Governo lança concurso para a nova esquadra da PSP de VRSA

  • Print Icon

Deputados do Partido Socialista (PS) do Algarve congratulam-se por lançamento do concurso para requalificação da Esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Vila Real de Santo António (VRSA).

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve congratulam-se pelo lançamento do concurso público para a instalação da Esquadra da PSP de VRSA num imóvel que pertence à Docapesca, situado nos edifícios da antiga Alfândega e antigo apeadeiro desta cidade algarvia.

As obras de remodelação do referido imóvel têm um prazo de execução de 450 dias, prevendo-se que, de acordo com o calendário apontado, estejam concluídas até ao final do 1º trimestre de 2022.

Os deputados do Partido Socialista do Algarve visitaram a esquadra de VRSA no final do ano passado, verificando então que havia necessidade urgente de providenciar uma mudança de instalações e as eventuais obras daí decorrentes, de modo a conferir a estes agentes da autoridade um espaço digno e com as condições necessárias para desenvolver a sua atividade.

Na sequência dessa visita, os parlamentares socialistas apressaram-se a fazer uma interpelação ao governo durante a discussão do Orçamento de Estado, assim como a colocar todas as questões por escrito no sentido de garantir uma verba para solucionar esta situação premente, de forma a que esta divisão da PSP possa continuar a prestar um serviço público de qualidade em Vila Real de Santo António.

A preocupação manifestada por escrito pelos deputados algarvios ao Ministério da Administração Interna surtiu o efeito pretendido, sendo agora publicado o anúncio de concurso público da empreitada, com o valor total de 897900,00 euros, que irá requalificar o imóvel da antiga Alfândega e instalar condignamente a PSP de VRSA.

«Esta ação dos deputados socialistas pelo Algarve surge no âmbito do trabalho que têm desenvolvido no terreno, na senda do desenvolvimento, visitando e ouvindo as populações algarvias, sentindo de perto as suas necessidades, perfilando uma atitude de proximidade relativamente aos problemas que atingem a região e promovendo as intervenções necessárias para a construção de um presente e de um futuro prósperos», destaca a deputada Célia Paz, em nota enviada à redação do barlavento.

Esta parlamentar algarvia, de Vila Real de Santo António, manifesta, por isso, um «orgulho particular ao ver resolvida uma situação de prioridade pública que o Partido Socialista e o governo souberam priorizar».

De referir ainda que, no âmbito da Lei de Programação de Equipamentos e Infraestruturas das Forças e Serviços de Segurança, está previsto, até 2021, um investimento total de 21,7 milhões de euros em treze infraestruturas no Algarve.