CP está «no grau zero do serviço» no Algarve acusa Cristóvão Norte

  • Print Icon

Na audição do ministro das Infraestruturas e Obras Públicas Pedro Marques, no âmbito da discussão da proposta de Orçamento de Estado para 2019, o deputado algarvio do PSD Cristóvão Norte abordou a questão da ferrovia no Algarve, considerando que «a CP está no grau zero de serviço e no -1 de respeito pelos utentes no Algarve. Não o choca que entre 1 de janeiro e 15 de outubro se tenham registado 716 supressões, à razão de quase quatro por dia, mais de 70000 viagens não realizadas, pessoas que têm que ir para o emprego, ao médico? Não há memória de uma coisa destas na região».

O parlamentar social-democrata inquiriu o ministro a respeito da eletrificação que está prevista no programa Ferrovia 2020, e desde 2014 fixada como prioridade de investimento nacional para este ciclo de investimentos comunitários, e sobre o facto do governo ter ainda não ter reconsiderado a sua posição de ter retirado a ligação ferroviária ao Aeroporto Internacional de Faro dessas opções fundamentais, afirmando que «a ligação ao Aeroporto não anda, pior desanda. Essa obra é essencial para dar sustentabilidade à linha e desenvolvê-la por recurso a um potencial de 10 milhões de passageiros».

Cristóvão Norte.

Segundo Cristóvão Norte, o ministro comprometeu-se, «uma vez mais, que a obra de eletrificação começará em 2019, e oxalá assim seja».

Por fim, o deputado do PSD «enfatiza ainda que em três anos se assistiu a uma perda muito significativa do serviço ferroviário na região, o qual carece de há muito de investimento e que os governos nunca deram atenção merecida, mas que, cada ano que passa, e a situação não conhece desenvolvimentos, vai sendo pior, com as avarias sucessivas e a redução brutal e oferta que se verificou no último ano, algo que jamais tinha acontecido com tamanha gravidade».