Clima de paz na tomada de posse do executivo autárquico de Castro Marim

  • Print Icon

O auditório da Biblioteca Municipal acolheu hoje a cerimónia da Tomada de Posse do novo executivo da Câmara Municipal de Castro Marim para um mandato de dois anos – 2019/2021, na sequência das eleições intercalares, que se realizaram no dia 2 de junho.

Do novo executivo autárquico fazem parte o presidente reeleito Francisco Amaral (Castro Marim + Humano) e os vereadores Filomena Sintra (Castro Marim + Humano), Victor Rosa (Castro Marim + Humano), Célia Brito (PS) e Vera Martins (PS).

Francisco Amaral, reeleito presidente da Câmara Municipal de Castro Marim.

«O passado passou. Conto com todos vós. Tenho uma excelente equipa. Agora seguem-se dias de paz e chegou a altura de canalizar o nosso tempo e energia só
para trabalhar pela positiva e por Castro Marim», declarou o presidente reeleito, Francisco Amaral.

No uso da palavra, Francisco Martins também lembrou as obras que urgem para Castro Marim, como o abastecimento de água potável a todo o concelho, a renovação da rede de água e saneamento básico na sede do concelho e na rua principal de Altura, a praia fluvial de Odeleite, o passadiço que ligará a praia de Altura à da Manta Rota, duas áreas de autocaravanismo (uma em Altura e outra em Castro Marim), a rede de ciclovias a ligar Castro Marim e Vila Real, à Altura, à Junqueira, passando pelo Monte Francisco, a criação de um parque empresarial, a requalificação da envolvente do cais da Foz de Odeleite, entre muitos outros projetos.

Perante o atraso de alguns destes investimentos, o autarca sublinhou ainda o esforço que a Câmara Municipal vai encetar no seu desenvolvimento, na tentativa de «garantir ainda os fundos comunitários que as financiam».

Uma cerimónia marcadamente de compromisso para uma nova época de apaziguamento e responsabilidade para com a população de Castro Marim, mas também de emoções com a especial participação da fadista Nádia Catarro, que surpreendeu a todos no final com a interpretação da música «Melhor de Mim», da fadista Mariza.

Francisco Amaral reeleito com maioria absoluta

O social democrata Francisco Amaral foi reeleito, no domingo, dia 2 de junho com maioria absoluta, para presidir a Câmara Municipal de Castro Marim, na sequência da realização das eleições intercalares.

A lista do PSD conseguiu arrecadar três dos cinco mandatos em disputa, obtendo 1953 votos (59,82 por cento), enquanto a lista do Partido Socialista (PS), liderada por Célia Brito, obteve 1125 votos (34,46 por cento), mantendo o número de mandatos obtidos nas eleições de 2017.

Já a lista da CDU, encabeçada por Nuno Osório, obteve 113 votos (3,46 por cento), num universo de 5849 inscritos, tendo votado 3265 eleitores, o que corresponde a uma abstenção de 44,18 por cento.

A coligação PSD/CDS-PP elegeu Francisco Amaral, Filomena Sintra e Vítor Rosa. Já o PS elegeu Célia Brito e Vítor Esteves. Francisco Amaral foi reeleito em 2017 para um segundo mandato à frente da autarquia, mas perdeu a maioria absoluta e ficou em igualdade com o PS no número de eleitos (dois), depois de o quinto e último eleito ter ficado na posse do movimento independente Castro Marim Primeiro (CM1), liderado pelo antecessor no cargo e antigo colega de partido José Estevens.

Ao longo de cerca de dois anos deste segundo mandato na Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral criticou várias vezes o «bloqueio» negativo que a «coligação informal» composta por PS e CM1 provocava na gestão do município, responsabilizando aquelas forças políticas pela eventual perda de fundos comunitários e por prejudicar o avanço de projetos. Em abril passado, o autarca apresentou a demissão em bloco da sua lista para provocar a realização de eleições intercalares.