CHUA – O descalabro continua no SNS do Algarve

  • Print Icon

Mais um caso concreto que contribui para a desmotivação de todos os profissionais de saúde no Sistema Nacional de Saúde (SNS) e especialmente no Hospital de Portimão, que eu continuarei a chamar CHBA- Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, instituição que mantinha os seus profissionais motivados e com satisfação dos utentes algarvios, nacionais e estrangeiros.

Infelizmente não é o que acontece de há seis ou sete anos para cá, e atualmente de uma forma revoltante e intolerável.

A fusão dos hospitais no Algarve conduziu ao caos e à degradação do SNS na nossa região.

Dirigi-me hoje, dia 19 de agosto ao Hospital de Portimão e já no seu interior, fui constatando da revolta instalada nos vários profissionais que ia cumprimentando e com quem conversei durante alguns minutos, muito embora lhes tivesse notado no fácies, o medo pelo facto de estarem a falar comigo.

O assunto principal, foi o encerramento do refeitório para todos os funcionários do Hospital, no sábado e domingo dias 17 e 18 de agosto, sem qualquer aviso prévio, ou seja, os trabalhadores do Hospital, nesses dias, a única possibilidade de se alimentarem foram os bares, através de sandes e bolos.

E isto para os primeiros, porque como pude constatar, a grande maioria já não teve acesso a esses preciosos manjares.

Fui também informado que se trata um problema crónico, são já múltiplas as vezes em que isto acontece e que a empresa concessionária se desculpa com a falta de pessoal.

Afinal para que serve este Conselho de Administração, presidido por uma administradora hospitalar arrogante, mas incompetente, incapaz de planear a curto, médio e muito menos a longo prazo, e de tomar decisões duras em relação a uma empresa como esta que não cumpre.

Mas continua a perseguir os profissionais de saúde e especialmente os médicos!

Em pleno mês de agosto, pediu a exoneração e já saiu do Hospital de Portimão mais um especialista de ortopedia, médica formada no nosso Hospital, pelas razões que todos conhecemos.

Vergonhoso e lamentável senhora Ministra da Saúde, senhor Deputado da Assembleia da República e presidente da Federação do PS do Algarve e senhora presidente da Câmara Municipal de Portimão.

A reversão da fusão dos Hospitais é um imperativo, sob pena das vossas consciências e as de mais alguns, vos atormentarem o resto das vossas vidas!

Não me venham dizer agora, que a culpa disto, também é da Ordem dos Médicos!

Luis Batalau – Médico com a Cédula Profissional da O.M. nº 13805-19/08719