Teia d’Impulsos quer «humanizar e democratizar» tratamento oncológico em Portimão

  • Print Icon

O Espaço Raiz, inserido na antiga escola primária da Pedra Mourinha, em Portimão, abre as portas para o «HOPE Open Day» no dia 15 de março, sexta-feira, para dar a conhecer uma nova vertente do projeto da Associação Teia d’Impulsos que, com o apoio do município de Portimão, vai passar a disponibilizar a todos os doentes oncológicos do Barlavento Algarvio o acesso a diferentes terapias e atividades que promovam o seu bem estar e a adopção de estilos de vida capazes de potenciar a sua saúde, bem como uma vivência tranquila do seu processo de doença.

Ao «barlavento», Luís Brito, um dos fundadores da Associação Teia d’Impulsos, explicou que «depois de várias ações indiretas resultantes do projeto HOPE», com esta revitalização a associação passará a «apoiar diretamente os doentes oncológicos ao nível das medicinas complementares, da nutrição e do apoio à família», esclarecendo que o objetivo é «tratar de igual forma os doentes com mais ou menos posses monetárias», democratizando o acesso de todos a este conforto e apoio num momento delicado da sua vida.

O HOPE tem por missão «Humanizar» ainda mais o tratamento e apoio ao doente oncológico «através da Obra, pois não basta sonhar, é necessário materializar as vontades, das pessoas para as Pessoas, pois são estas que verdadeiramente importam e a quem queremos trazer Esperança», afirma outra fonte da Teia d’impulsos, que em 2016 deu início a este projeto com a instalação de um aquário de 300 litros na sala de quimioterapia do Centro Hospitar do Barlavento Algarvio proporcionando, a partir daí, momentos de tranquilidade e de evasão positiva. Em 2017 foi a vez de um aquário com mais de 200 litros de água doce tropical transmitir paz aos doentes da Unidade de Cuidados Paliativos de Portimão.

Após estas ações, o projeto cresceu nos seus objetivos e concretizações e, numa ótica de responsabilidade social, aposta na promoção de uma maior qualidade de vida para os doentes oncológicos e na criação de uma importante rede de apoio para as famílias, centrando a sua ação em quatro valências: psicologia clínica e da saúde – psicoterapias; serviço social; medicinas complementares e alternativas, bem como atividades de promoção e bem-estar.

Durante o «Open Day» serão dados a conhecer todos os os serviços disponibilizados a doentes oncológicos, cuidadores, familiares e amigos, bem como a equipa do projeto HOPE e o respetivo calendário de atividades. Sessões de Psicologia (sessões de psicoeducação em grupos dirigidos a pessoas com doença oncológica e grupos dirigidos a familiares); intervenção em crise; intervenção com familiares em processo de luto; consultas de nutrição; apoio na área da motricidade e educação física; terapia ocupacional; terapêuticas complementares; criação de grupos de apoio e consultoria em cuidados de imagem, são alguns dos serviços prestados pelos profissionais e especialistas credenciados que integram a equipa do HOPE.