Portimonense vence Académica e está na fase de grupos da Taça da Liga

  • Print Icon

Algarvios não facilitaram na sua estreia oficial esta época, em partida disputada hoje no Portimão Estádio. Os alvinegros apresentaram no 11 inicial quatro reforços – Romulo, Willyan Rocha, Anzai e Iury Castilho.

Recorde-se que os homens de Coimbra tinham eliminado o Farense na fase anterior da prova, apesar da boa exibição dos leões de Faro.

E a primeira oportunidade de golo até pertenceu à Briosa, logo aos 6 minutos. Barnes Osei, pela direita, tirou um cruzamento venenoso para a área, onde André Claro apareceu em excelente posição a falhar o desvio para a baliza.

Aos 18 minutos, foi o Portimonense a responder e da melhor forma possível – Paulinho pegou na bola, passou por quem quis e assistiu de forma magistral Aylton Boa Morte, que foi travado em falta.

O árbitro assinalou grande penalidade para os homens da casa e na conversão, já ao minuto 19, o obreiro da jogada, Paulinho, atirou a contar e abriu o marcador. 1-0 para os anfitriões.

O jogo tornou-se muito disputado a meio campo, e foi necessário esperar até aos 36 minutos para ver mais perigo perto das balizas. Iury Castilho embalou no meio campo dos estudantes e ganhou em velocidade à defensiva adversária, isolando-se perante Tiago Pereira. No entanto, não teve discernimento para concluir a jogada com sucesso e aumentar o score do Portimonense.

A chegar ao minuto 45 foi Romulo a aparecer em excelente posição para dilatar a vantagem algarvia, depois de um grande trabalho de Tabata na direita do ataque alvinegro. Tiago Pereira fez oposição com uma excelente defesa e negou os intentos portimonenses.

Na resposta, Barnes Osei também em boa posição para disparar às redes adversárias proporcionou uma defesa segura a Ricardo Ferreira.

O Portimonense acabaria por conseguir mesmo aumentar a vantagem antes do descanso, quando já em período de compensação da etapa regulamentar, Aylton Boa Morte apareceu no coração da área a desviar o bom cruzamento de Anzai, e a fazer o 2-0 com que o jogo foi para intervalo, resultado que espelhava uma boa exibição do conjunto algarvio, com um futebol muito personalizado e de posse, privilegiando a qualidade na circulação e com Willyan a secar tudo na zona defensiva dos homens da casa.

A metade inicial da segunda parte fez lembrar aos 1900 espetadores presentes no Portimão Estádio que ainda estamos numa fase muito prematura da época. A dinâmica não abundava em nenhum dos conjuntos, e o jogo endureceu um pouco.

À passagem do minuto 70, apareceu um vislumbre de perigo – uma boa jogada individual de Anzai pelo flanco direito do Portimonense terminou com um excelente remate cruzado, que Tiago Pereira defendeu com dificuldade.

Quando o cronómetro atingiu os 76 minutos, houve nova estreia no Portimão Estádio – Marlos Moreno, reforço sonante do Portimonense para esta época, entrou para o lugar de Iury Castilho.

Na reta final da partida, aos 82 minutos, o Portimonense voltou a ter grande oportunidade para ampliar o marcador – Tabata, isolado em frente ao guardião dos conimbricenses, atirou ao lado e desperdiçou um golo quase feito.

Em cima do minuto 90, a Académica ainda beneficiou de uma grande penalidade para reduzir o marcador, por alegada mão na bola de Jadson. Chamado a converter, o veterano Hugo Almeida estoirou na trave e desperdiçou a oportunidade.

Os algarvios voltam a subir ao relvado na próxima sexta-feira, dia 9 de agosto, na abertura da Liga NOS 2019/2020. O adversário é o Belenenses SAD, e o pontapé de saída está marcado para as 20h30.