Portimonense estreia-se a vencer com reviravolta frente ao Marítimo

  • Print Icon

Comandados de Paulo Sérgio foram à Madeira buscar a primeira vitória neste campeonato, com golos de Dener e Anderson Oliveira.

A tarefa algarvia, nesta 4ª jornada, não se adivinhava fácil: o Marítimo vinha de uma surpreendente vitória no Estádio do Dragão, frente ao poderoso FC Porto. E foram mesmo os insulares a dar o primeiro sinal de perigo: ao minuto 17, Kibe surgiu na cara de Samuel Portugal, mas o guardião brasileiro dos alvinegros, com uma enorme defesa, negou os intentos ao seu compatriota.

Apesar de prometer muito e de ter sido, até, bastante combativa, com algumas incursões de ambas as equipas, a primeira metade não teve grandes lances de perigo nem motivos de interesse. Foi, por isso, sem grande surpresa para quem ia vendo, que o nulo se manteve até ao descanso.

A segunda parte começou como a primeira – com o Marítimo a criar perigo, logo ao minuto 47 com um cruzamento que acabou na trave da baliza de Samuel Portugal e uma recarga que o guardião travou com sucesso. No entanto, na sequência do lance, Fali Candé colocou a mão à bola, dentro da área, e o árbitro João Bento apontou para o castigo máximo.

Na cidade do futebol, o VAR Hugo Silva confirmou a infração do lateral algarvio e, na conversão do pénalti, Rodrigo Pinho estoirou para o fundo das redes e abriu a contagem para os homens da casa.

O Portimonense tentou responder à lei da bomba, com um forte remate de Dener, aos 55 minutos, mas a oposição do guardião insular Amir foi de grande nível e evitou os festejos algarvios. Foi um aviso do capitão dos algarvios para o que faria ao minuto 69 – na sequência de um canto, a bola ressaltou na defesa maritimista e sobrou para Dener, que isolado perante Amir desviou a bola para o fundo das redes, restabelecendo a igualdade.

A turma de Paulo Sérgio galvanizou-se e foi para cima do Marítimo, chegando à vantagem pouco depois do empate: Lucas Fernandes tirou da cartola um passe magistral para Aylton Boa Morte que, na linha de fundo, assistiu o recém-entrado Anderson Oliveira para firmar a reviravolta algarvia (74′).

O Marítimo, atrás do prejuízo, ameaçou nova igualdade com um remate de Jean Irmer, da meia distância, que Samuel Portugal sacudiu para canto (77′). Os anfitriões carregaram forte e, ao minuto 85, Correa voltou a testar os reflexos do keeper portimonense, que se mostrou novamente em grande nivel mesmo após um desvio traiçoeiro na sua zona defensiva.

A formação de Portimão segurou o jogo (e a vantagem) e conquistou a sua primeira vitória nesta edição da Liga NOS, somando quatro pontos e ascendendo provisoriamente ao 11º lugar da classificação. Na próxima ronda do campeonato o Portimonense desloca-se ao terreno do Tondela, em partida marcada para sexta-feira, 23 de outubro, às 20h30.