Portimonense bate Famalicão (2-1) e soma primeiro triunfo caseiro na Liga

  • Print Icon

Algarvios receberam equipa sensação da Liga NOS e brindaram os adeptos com uma boa primeira parte e com os primeiros três pontos conquistados no Portimão Estádio nesta época. Golos foram de Dener e Lucas Possignolo.

Ainda não estava completo o primeiro minuto e já os visitantes estavam a colocar os anfitriões em sentido – Diogo Gonçalves trabalhou pela direita e assistiu Pedro Gonçalves, que desviou ao lado da baliza defendida por Ricardo Ferreira.

O jogo ia-se dividindo muito no miolo e o Portimonense respondeu ao perigo nortenho com um cabeceamento perigoso de Dener, a responder a um bom cruzamento de Aylton Boa Morte (18′).

Logo no minuto seguinte, uma perdida monumental dos alvinegros. Henrique fez um grande trabalho na esquerda do ataque algarvio e cruzou para o coração da área onde Koki Anzai, com a baliza completamente escancarada, desperdiçou o golo.

O Portimonense começava destacar-se e, ao mesmo tempo, a acumular desperdício – ao minuto 21 Aylton Boa Morte isolou-se e, perante Rafael Defendi, permitiu a defesa do guardião famalicense. Na sequência do pontapé de canto Dener ganhou nas alturas mas Defendi apareceu novamente a negar os intentos do conjunto de Portimão, com uma defesa fantástica.

Adivinhava-se o golo algarvio, e ele surgiu mesmo ao minuto 33. Cruzamento ligeiramente recuado de Aylton Boa Morte, sobre a direita do ataque alvinegro, com Dener a aparecer, completamente solto de marcação, a rematar para o fundo das redes, fazendo o 1-0 e colocando justiça no marcador ao intervalo.

Na entrada para a etapa complementar foi novamente o Famalicão a dispor da primeira oportunidade. O espanhol Toni Martinez apareceu em boa posição para a finalização mas claudicou na hora de fazer o golo, permitindo a defesa a Ricardo Ferreira (55′).

Os forasteiros tomaram conta da partida, impondo o bom futebol que se reflete no 3º lugar ocupado pela equipa de João Pedro Sousa, e voltaram a desperdiçar uma grande oportunidade ao minuto 62, quando Pedro Gonçalves, isolado, atirou ao lado.

O resgate dos algarvios daquela que parecia ser mais uma história de adormecimento coletivo, igual a tantas outras nesta época, chegou aos 70 minutos, quando Roderick cometeu falta sobre Aylton Boa Morte dentro da área e o árbitro Iancu Vasilica apontou para a marca do castigo máximo.

O VAR confirmou a decisão e, na conversão, Lucas Possignolo não vacilou e ampliou a vantagem do Portimonense, fazendo o 2-0 (74′).

O Famalicão ainda assustou o Portimonense com um remate ao poste de Diogo Gonçalves (81′), e com um disparo perigoso de Anderson que Ricardo Ferreira defendeu para canto (85′). E conseguiu mesmo reduzir a contenda em período de compensação, numa grande penalidade cometida pelo guardião portimonense.

Na cobrança Fábio Martins, num primeiro momento, permitiu a defesa a Ricardo Ferreira, mas na recarga apontou o 2-1!

Apesar deste percalço, os três pontos ficaram em casa e, com este resultado, os pupilos de António Folha somam 11 pontos, somando à condição mais três que a primeira equipa na zona de despromoção, o Paços de Ferreira.

Na próxima jornada a turma de Portimão tem uma difícil deslocação a Guimarães, para defrontar o Vitória Sport Clube, numa partida marcada para as 15h00 de domingo, 8 de dezembro.