Jovem de Portimão está desaparecido desde segunda-feira

  • Print Icon

Rodrigo Lapa, de 15 anos, está desaparecido de casa, no sítio das Vendas, desde a manhã de segunda-feira, 22 de fevereiro.

O jovem saiu pelas 07h00, para ir para a escola EB Prof. João Cónim, em Estômbar, no concelho de Lagoa, e desde então nunca mais foi visto.

O «barlavento» contactou a Polícia Judiciária (PJ) de Portimão que confirmou a veracidade do caso e garantiu que já está no terreno a investigar.

A mãe descarta a hipótese do desaparecimento estar relacionado com questões amorosas ou com um novo relacionamento. «Namorada nova ele não tinha».

«Era um miúdo que se chegasse atrasado, ou se fosse sair com os amigos, avisava-me. Era um miúdo controlado. Sabia muito bem os limites dele. Não precisava que a mãe o chamasse à atenção», explicou ao «barlavento» Célia Barreto, 40 anos, que apesar de estar de momento desempregada, é assistente familiar e de apoio à comunidade/ assistente ao lar.

Assim que deu pela ausência do filho, Célia Barreto diz ter contactado de imediato os amigos do adolescente. «Isso foi logo no mesmo dia», mas o inquérito da mãe resultou em «nada».

«É um mistério mesmo, pode acreditar. Estamos todos indignados», familiares próximos e vizinhança, «estamos muito preocupados e já tememos o pior porque nesta altura já passaram dias e não sabemos mais por onde pegar» para encontrar o paradeiro de Rodrigo Lapa.

O jovem tem uma irmã bebé de seis meses. Questionada sobre se terá fugido para a casa do pai, Sérgio Lapa, que se separou da mãe há cerca de cinco anos, Célia refuta a possibilidade já que este mora próximo, a cerca de 30 quilómetros.

A mãe desconhece inimizades ou problemas com terceiros. Garante que o filho era estimado por todos na escola e que estava a estudar para ser chef do cozinha.

Célia Barreto diz ainda que tem tido bastante apoio, sobretudo da Polícia Judiciária. «Eles são muito interessados», elogiou. A PSP e a GNR também estão a enveredar esforços para encontrar o rapaz. As autoridades ainda não sabem o que terá acontecido.

Na altura em que saiu de casa, Rodrigo vestia umas calças de fato de treino e um gorro preto e branco. Também levava consigo um aparelho de som cor de rosa.

«Se ele fez alguma coisa de mal, quero que pense na irmã que é pequenina e que o ama muito e na mãe que tem muitas saudades e quer que ele venha para casa», rematou.

Célia Barreto tem distribuído cartazes na zona de Portimão e a notícia do desaparecimento de Rodrigo Lapa tem sido bastante partilhadas nas redes sociais.

Alguma pista ou informação útil que possa ajudar a localizar o paradeiro do jovem deve ser comunicado de imediato às autoridades através dos seguintes contactos:

PJ Portimão (282 405 400)
PSP Portimão (282 417 717)
GNR Portimão (282 420 750)
GNR Lagoa (282 380 190)