Irobiso descobriu as Chaves para a vitória do Farense (1-0)

  • Print Icon

Depois da eliminação da Taça de Portugal os algarvios regressaram aos jogos da LigaPro e às vitórias, frente ao Desportivo de Chaves. Irobiso marcou o tento solitário num jogo onde Fabrício Simões falhou dois penaltis.

O Farense começou ligeiramente por cima e aos 9 minutos colocou mesmo a bola no fundo das redes, por intermédio de Irobiso. No entanto, o lance seria invalidado por fora-de-jogo a Mayambela, uma decisão da equipa de arbitragem que as imagens mostram ser, no mínimo, muito duvidosa. O sul-africano parece estar em jogo.

Aos 13 minutos foi Irobiso, isolado, a ser «pontapeado» em plena área por Diego Galo. Artur Soares Dias considerou o lance limpo e mandou seguir, perante os protestos algarvios.

Os Leões de Faro voltaram a ameaçar ao minuto 19 com Mayambela, lançado em velocidade, a tentar assistir Irobiso para o golo. No entanto, um enorme corte de Diego Galo salvou os flavienses.

Depois, uma mão de Diego Galo foi castigada com grande penalidade para o Farense, num lance também ele duvidoso. Na conversão, Fabrício Simões permitiu uma grande defesa a Igor Rodrigues, desperdiçando soberana oportunidade para abrir a contenda (27′).

A primeira parte foi algo quezilenta e, ao minuto 35, pediu-se novo penalti no São Luís quando Fabrício Simões caiu dentro da área após ganhar a frente ao adversário, num lance, mais uma vez, muito duvidoso. O nulo prevaleceu até ao tempo de descanso.

Luís Rocha
Foto: Nelson Ferreira

Após o intervalo foi o Desportivo de Chaves a dar o primeiro sinal de perigo, ao minuto 61. Depois de uma assistência de Jefferson, João Teixeira apareceu isolado com tudo para o golo mas, para alívio do muito público presente no reduto farense, falhou o remate.

Os transmontanos ganharam algum ascendente e quase chegaram à vantagem à passagem dos 70 minutos. João Paredes disparou rumo ao fundo das redes mas, no caminho para a baliza e já em cima da linha, a fazer as vezes do guarda-redes, estava Cássio, que salvou o conjunto algarvio.

Mas quem se adiantou mesmo no marcador foi o Farense, ao minuto 85. Após uma sobra no coração da área, Irobiso mostrou muito sentido de oportunidade e à meia-volta rematou para o fundo das redes, fazendo o 1-0.

O Desportivo de Chaves respondeu logo de seguida mas Hugo Marques evitou males maiores resultantes do remate de João Paredes.

Depois, ao minuto 89, uma mão de David Moura (que na época passada representou os homens de Faro) deu novo penalti ao Farense. Fabrício Simões voltou a falhar, com nova defesa de Igor Rodrigues.

Apesar deste desperdício, a vitória dos comandados de Sérgio Vieira não foi beliscada e o Farense soma agora 30 pontos, mantendo a liderança isolada da Segunda Liga, à condição com uma vantagem de oito pontos.

Na próxima jornada, os algarvios vão até à Madeira, onde defrontam o Nacional, no sábado, 7 de dezembro, às 15h00.