ICNF levantou 92 autos por campismo selvagem na Costa Vicentina

  • Print Icon

Operação, que decorreu em 24 praias, resultou o levantamento de 92 autos de notícia por contraordenação, resultante de campismo, autocaravanismo selvagem e estacionamento em locais não permitidos.

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), através da direção regional do Algarve, em conjunto com o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da Guarda Nacional Republicana (GNR) e Autoridade Marítima Nacional levaram, a cabo, no sábado, dia 30 de maio, uma ação de fiscalização no Parque Natural do Sudoeste Alentejo e Costa Vicentina.

A ação envolveu 14 viaturas (sete do ICNF, cinco da GNR e duas da Autoridade Marítima Nacional) e 35 agentes (17 Vigilantes da Natureza e 14 Militares da GNR e quatro da Polícia Marítima).

Da operação, que decorreu em 24 praias, resultou o levantamento de 92 autos de notícia por contraordenação, resultante de campismo, autocaravanismo selvagem e estacionamento em locais não permitidos.

Segundo o ICNF, «o campismo e autocaravanismo selvagem é um problema identificado há muito e que constitui fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos, além de representar uma ocupação ilegal da qual resulta uma degradação dos locais utilizados por deposição descontrolada de resíduos que se espalham pelos locais ocupados indevidamente».

Assim, «estas ações de fiscalização têm como objetivo desincentivar práticas ilegais e fortemente degradadoras de uma área de elevado valor natural, mas também turístico».