Existem 40 novidades para conhecer na 40ª edição da Fatacil

  • Print Icon

A maior feira a sul do Tejo celebra 40 anos. Para comemorar a efeméride, a organização da Fatacil apresenta novos espetáculos e expositores, um palco maior, melhores acessiblidades, e conta ainda com a visita do primeiro-ministro António Costa.

«A preocupação que temos é estarmos constantemente a reinventar a Feira. Todos os anos, a nossa intenção é apresentar a melhor edição de sempre. O que queremos é um evento sempre pujante e virado para os mais jovens de forma a assegurar os visitantes do futuro. Por isso, para este ano decidimos criar um mote, 40 edições, 40 novidades», começou por revelar Luís Encarnação, novo presidente da Câmara Municipal de Lagoa, na tarde de quinta-feira, 1 de agosto, durante a apresentação da Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura e Indústria de Lagoa, mais conhecida por Fatacil, que se realiza entre os dias 16 e 25 de agosto.

Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal de Lagoa

A primeira novidade, e uma das maiores mudanças da Fatacil, diz respeito à localização do palco.

«A necessidade que existe de substituirmos o relvado do Estádio Capitão Josino da Costa, abriu-nos a oportunidade de mudar o palco para o topo poente do estádio. Este vai ser um dos maiores palcos que já existiu na Fatacil e aconselho a todos, mesmo que não assistam ao espetáculo, que visitem o novo espaço», referiu o presidente da autarquia.

Com esta alteração, a área dos expositores será aumentada, passando a feira a possuir quase 60 mil metros quadrados. Deste modo, a Fatacil passa a ter disponibilidade para 25 mil pessoas diárias, mais cinco mil que o ano anterior.

Como já revelado anteriormente, a edição de 2019 da Fatacil pretende estar virada para o público mais jovem e, nesse sentido, Luís Encarnação, destacou três áreas. «O cartaz, fortemente orientado para a juventude, a existência de uma Fun Zone e uma tenda eletrónica onde as personagens principais serão os vídeo jogos, simuladores e até os youtubers».

Ainda segundo o autarca, este ano existirão mais locais de estacionamento, maior número de bilheteiras e acesso facilitado à entrada do recinto. «Queremos que a história das dificuldades de entrar em Lagoa e chegar à Fatacil façam parte do passado», afirmou.

A acompanhar a tendência dos outros festivais algarvios, a Fatacil estreia também este ano o copo reutilizável, com o custo de um euro. «Achamos fundamental acompanhar as preocupações ambientais do município e queremos reduzir o plástico na Feira. Todos os pontos de venda de bebidas estarão equipados com esses copos. Vai ser um desafio e equacionámos que esta fosse apenas uma ação de sensibilização, mas chegámos à conclusão que tem de ter um caráter de obrigatoriedade se não, não funciona», esclareceu o presidente.

Na parte do artesanato, a novidade vai parte os artesãos que, durante os 10 dias do evento estarão a trabalhar ao vivo, em atividades tradicionais.

No já tão conhecido lounge, à entrada do recinto, a aposta continua a ser nos vinhos. O convidado deste ano é o Peso da Régua, considerada a cidade do vinho 2019.

«O que queremos é que durante todos os dias, os nossos visitantes possam degustar o melhor que se faz, em termos de vitivinicultura, na região algarvia», revelou Luís Encarnação.

É com essa linha de pensamento que sexta-feira, dia 23 de agosto, será apresentada a rainha das vindimas de Lagoa, de 2019, naquele mesmo espaço.

A juntar a isso, todos os dias e até à hora de jantar, o espaço lounge será animado com sunsets musicais e animação de rua, com as já tradicionais atuações de ranchos folclóricos algarvios.

Por fim, também o sector equestre apresenta novidades. Este ano o destaque vai para a estreia nacional de Paco Martos, um cavaleiro espanhol de renome internacional.

Fatacil 2019

Outra das novidades, diz respeito ao aumento do preço dos bilhetes. Como já tem sido habitual, as crianças até aos 12 anos continuam a não pagar entrada. Contudo, o bilhete individual custa agora quatro euros e o de família 14. Porém, se for um dos sortudos que nasceu a 21 de junho de 1980, data da primeira edição da Fatacil, na época denominada por Feira Regional de Lagoa, poderá usufruir da oferta de uma entrada para duas pessoas.

«Este é um grande evento que, em termos de notoriedade, chega a rivalizar com a própria notoriedade do concelho. É um certame que ao longo dos anos teve vários altos e baixos, mas é com muito orgulho que digo que esta 40ª edição viu ser reconhecido o seu trabalho com a atribuição do Prémio Cinco Estrelas Regiões. O cartaz musical que apresentamos tem tudo para fazer desta Fatacil um enorme sucesso. Esta é já uma marca identitária do concelho, que o promove como nenhum outro e que ultrapassa as fronteiras da região e do país. Prova disso é que teremos a visita do primeiro-ministro», conclui o presidente da edilidade.

Sector Equestre une Portugal e Espanha

Também presente na apresentação da Fatacil, que decorreu na tarde de quinta-feira, 1 de agosto, foi Emídio Paias, que expõe cavalos no certame há 39 anos, e é responsável por aquela área desde 2010. Definindo-se como «o expositor mais antigo do sector equestre», Paias quer fazer do mesmo «uma referência internacional, porque nacional já somos». Para este ano, há novidades.

Na inauguração do certame e da área equestre, haverá um espetáculo com várias escolas de equitação do Algarve, porque «a nossa intenção é também divulgar o conteúdo da região.

E não faltarão as provas. «Nem todas as que queríamos», admitiu Emídio Paias, mas de Equitação de Trabalho, onde o nosso país tem campeões do mundo e da Europa. E também recebi inscrições de Espanha». Um dos momentos altos está marcado para a noite de 20 de agosto, com a apresentação de Burro Ville, uma raça portuguesa de burros que contempla «apenas 800 exemplares».

A isto, junta-se o espetáculo Cavalgarve nos dias 21, 24 e 25 de agosto, com trajes, fado, guitarra portuguesa e um artista em estreia nacional – Paco Martos, espanhol que é uma referência no país vizinho. E também em estreia no programa estará a Noite Ibérica – trata-se de um dueto entre um cavaleiro português e um cavaleiro espanhol, acompanhado por guitarra portuguesa e flamenco.

Do lado luso, Miguel Fonseca (Campeão de Portugal de Equitação de Trabalho) e Manuel Veiga (Campeão de Portugal de Dressage). De Espanha, Álvaro Tebas, atual campeão de Espanha de Doma Vaquera. O programa não fica completo sem uma Lição ao Vivo de Dressage, no dia 23 de agosto, dada por Manuel Veiga. No restante, haverá batismos equestres com as cinco escolas algarvias presentes, e que dão direito a diploma aos participantes.

Para os que colaboram com os espetáculos, haverá a oferta de um estágio de dois dias administrado por Francisco Cancela de Abreu, «um dos grandes homens da equitação ibérica». Emídio Paias sente que a área equestre da feira já tem «o seu próprio público! Os espetáculos começam às 21h00 mas há gente que antes das 20h00 já está colada no local e já não sai de lá».

E o coordenador do sector deixou ainda um recado: «o espaço já vai sendo pequeno para a procura».

Música nacional e youtubers garantem animação para todas as idades

Além de todos os expositores, sector equestre e zonas de alimentação, a Fatacil é visitada pelo seu cartaz musical que contempla artistas que cantam na língua de Camões.

E nesta edição de 2019, à semelhança das anteriores, todas as noites são temáticas. Assim, no dia 16 de agosto, Dia do Município de Lagoa, a abrir o certame, estarão os Xutos & Pontapés, que este ano também celebram o seu 40º aniversário. No dia 17 de agosto, Dia do Crédito Agrícola, os Calema sobem ao palco da Fatacil.

O dia seguinte, 18 de agosto, Dia da Juventude, tem artistas a condizer: Zebra Sépia, banda lagoense que participou no concurso de bandas do Instituto Português do Desporto e Juventude, e Wet Bed Gang, grupo que, segundo o presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, vai «atrair muitos jovens ao certame».

A 19 de agosto, Dia das Terras do Infante (a Associação é parceira deste ano da organização), será o bem conhecido João Pedro Pais, enquanto no dia 20 de agosto, Dia da Lagoa Cidade Inclusiva, o angolano Matias Damásio traz a sua música romântica ao palco da Fatacil.

O dia 21 de agosto, Dia do Cavalo Lusitano, simboliza a subida ao palco de um dos clássicos deste evento – Quim Barreiros, que no dia seguinte, 22 de agosto, Dia do Ambiente, é substituído por Blaya. O último fim de semana do certame não baixa a fasquia: a 23 de agosto, Dia dos Vinhos do Algarve, Jorge Palma traz os seus clássicos à Fatacil.

No dia 24 de agosto, Dia do Artesão, juntam-se no palco os fados de Mariza e as sonoridades da Orquestra Clássica do Sul, num concerto que, segundo Luís Encarnação, está a «gerar muita expetativa. Temos recebido imensos pedidos de reserva de bilhetes».

A Feira fecha com «chave de ouro», nas palavras do novo edil lagoense – dia 25 de agosto, Dia do Ministério da Agricultura e Pescas, Richie Campbell dá a voz final à edição 2019 da mostra.

Mas os mais novos (e não só) têm outros motivos de interesse nesta Fatacil 2019 – haverá uma tenda tecnológica com jogos, simuladores e também com a presença de youtubers conhecidos do público, principalmente o mais jovem.

Os fãs poderão ter um meet & greet com Tiagovski e Jéssica Pinho, nos dias 17 e 18 de agosto, com Nuno Moura e Pedro Tim, no dia 21 de agosto, e com JaimeDrake e Shutdown, no dia 22 de agosto.