Era uma vez em… Louléwood teve estreia com lotação esgotada

  • Print Icon

A cidade de Loulé transformou-se este domingo em «Louléwood», um mundo em que a sátira política, social e desportiva se funde com o tema do cinema para, durante três dias, ser a sala de visitas para muitos foliões que vêm celebrar a alegria no mais antigo corso carnavalesco do país.

O primeiro dia de desfile contou com casa cheia, muitos visitantes que puderam usufruir das excelentes condições atmosféricas, de um ambiente único de animação e da beleza e criatividade artística presente nos 14 carros alegóricos que integram o desfile.

O «Domingo Gordo» celebrou a sétima arte em Loulé, com os 600 figurantes que participam este ano no desfile a trazerem à Avenida José da Costa Mealha personagens e momentos de algumas películas que fazem a história do cinema.

A rivalidade entre Batman e Joker, o carismático Jack Sparrow de «Pirata das Caraíbas», Sherlock Holmes, o detetive mais conhecido em todo o mundo e cenas de os filmes como «Titanic» ou «Avatar» apresentam-se neste desfile subordinado ao tema «Era uma vez em… Louléwood» com protagonistas especiais.

Figuras bem conhecidas da vida política nacional e mundial voltaram hoje a Loulé para integrar este cartaz onde reina o humor.

Os super-heróis da Marvel e da DC formam o carro da «Geringonça2», com o «Super-Costa», o «Jerónimo-Thor» e a «Catarina Wonder Woman» a unirem forças para combater o inimigo comum – a crise que há uns anos se abateu sobre Portugal.

E por falar em super-heróis, o «Capitão Trampa» (Donald Tump), responsável em grande medida por parte significativa da poluição mundial, tem como principal opositor o líder da ONU, «António Gulkterres», o gigante verde que surge em Loulé como o grande defensor do futuro do planeta.

«Cristianic» é a sátira ao descalabro eleitoral do CDS e da sua líder Assunção Cristas nas últimas eleições legislativas, numa recriação ao naufrágio do navio britânico Titanic e que inspirou o filme protagonizado por Leonardo Di Caprio e Kate Winslet.

O futebol também está nocorso e, por exemplo, Jorge Jesus, que em edições anteriores foi alvo da sátira do Carnaval de Loulé, regressa ao desfile algarvio num carro que representa a aventura brasileira de JJ no comando técnico do Flamengo.

Para o numeroso público que acorreu ao «sambódromo louletano» neste domingo solarengo foram muitos os motivos de interesse ao longo de todo o desfile, desde logo a temática mas também a beleza artística dos carros e dos trajes dos figurantes, o colorido que transforma a principal avenida da cidade num arco-íris, mas sobretudo a animação que aqui se vive, fruto da interação dos protagonistas com os espetadores mas também da boa disposição dos foliões.

A organização sublinha a forma ordeira como decorreu o desfile, não obstante a enorme afluência à cidade e ao recinto do Carnaval neste «Domingo Gordo».

Os responsáveis do desfile sublinham ainda o facto deste ser um Ecoevento e, nessa medida, a redução do plástico fruto da aposta nos copos biodegradáveis é bastante significativa desde logo neste primeiro dia de corso.

A festa continua esta segunda-feira, com o segundo dia de desfile a partir das 15h00. Neste dia Loulé será também palco durante todo o dia de um programa da RTP1 dedicado ao Carnaval de Loulé, transmitido em direto a partir do centro da cidade.

À noite as atenções centram-se no Salão de Festas de Loulé onde, a partir das 22h00, decorrerá o Baile de Gala de Carnaval. A animação musical estará a cargo da Orquestra Arte&Música Big Band e a Banda Fora D’Horas.