Cruz Lusa recebeu nova ambulância «topo de gama» para o INEM

  • Print Icon

A Associação Humanitária de Bombeiros Faro – Cruz Lusa recebeu, na segunda-feira, dia 18 de março, um novo veículo de emergência. A cerimónia iniciou com a imposição de insígnias de bombeiro a cinco elementos da corporação, seguindo-se da promoção a segundo comandante do bombeiro Pedro Ferreira. No uso da palavra, o presidente da Cruz Lusa, Steven Sousa Piedade congratulou os soldados da paz, afirmando, com segurança, que «vão cumprir com lealdade e dignidade todas as funções que lhes foram confiadas».

Após o primeiro momento, o presidente entregou as chaves da nova ambulância ao comandante da corporação, Vítor Brito, referindo-se ao mesmo como o principal responsável pela chegada deste meio de socorro. «Um agradecimento especial ao comandante Vítor por ter lançado o desafio. É por isso que temos aqui hoje esta nova ambulância», sublinhou.

Segundo explicou o comandante ao «barlavento», tudo começou com uma candidatura ao INEM. Porém, «surgiu a hipótese de antecipar a compra da ambulância e nós abraçámos a ideia». O INEM comparticipou em 50 mil euros e a Associação em 10 mil. O veículo possui características muito diferentes da ambulância «quase em fim de vida» que esta corporação tinha na frota. É da marca MAN, tem tração 4×4 e um motor de 180 cavalos, detalhou Vítor Brito.

Steven Sousa Piedade, presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Faro – Cruz Lusa.

Além disso, «é o primeiro MAN a sair para o mercado com este tipo de carroçamento», uma vez que já vem com um monitor de parâmetros vitais. Tem um moderno sistema de segurança e «alguns pormenores técnicos interessantes», como a maca que permite sentar o paciente, detalhes que fazem desta ambulância «premium e topo de gama».

Para Vítor Brito esta aquisição é uma «mais-valia», porque apesar de já existir outro meio em permanente alerta de intervenção, é «um carro mais antigo, sem equipamentos evoluídos».
Já Steven Sousa Piedade afirma que tem sido um desafio renovar a frota da corporação, contudo acredita que «para Faro, esta ambulância é muito importante, assim como para todo o Algarve». Surge da parceria entre o INEM, a Associação Humanitária de Bombeiros de Faro – Cruz Lusa, com a empresa de automação «TecLife» e com a marca MAN.

Vítor Brito, comandante dos Bombeiros Voluntários de Faro desde dia 26 de abril de 2018, considera que a experiência está «a correr relativamente bem». Como pontos negativos destaca a frota envelhecida e as más condições de habitabilidade. «Precisamos urgentemente de um quartel, pois o atual não presta os serviços mínimos aos nossos operacionais. Em termos de espaço físico, estamos mesmo muito mal», desabafou. Para resolver o problema, foi alinhavado «um protocolo com a Câmara Municipal de Faro» com vista à mudança para um outro espaço, em princípio, do quartel dos Sapadores, quando estes se mudarem para um outro edifício, a construir. Até lá, os voluntários esperam que o protocolo se concretize a qualquer momento, pois «o para ontem já é tarde», sublinha o comandante.

Questionado sobre o futuro a curto prazo, Vítor Brito avança ao «barlavento» que o principal objetivo é o de dotar todos os veículos de emergência com monitores de parâmetros vitais, de maneira a que «não haja qualquer diferenciação no socorro» prestado pela corporação.