Nem os ferros impediram a vitória do Farense em segunda parte de luxo

  • Print Icon

Algarvios vencem por 3-1 e aumentam para cinco pontos a vantagem sobre o Mafra, terceiro classificado.

Muito público acorreu ao São Luís, em Faro, nesta tarde de domingo, 16 de fevereiro, para assistir a uma partida que assumiu particular importância para o Farense depois dos resultados dos seus adversários diretos.

A primeira nota de destaque registou-se aos nove minutos, quando Ryan Gauld isolou Fabrício Simões que, na cara de Bruno Vale, rematou à figura e perdeu enorme chance de golo.

O escocês foi um autêntico maestro na equipa algarvia (que exibição!!!) e apareceu em excelente posição para o golo ao minuto 14 – conseguiu dominar o esférico com classe mas o remate saiu por cima.

Foi sem surpresa que o Farense chegou ao golo ao minuto 20, com Luís Rocha a atirar para o fundo das redes após canto de Lucca.

No entanto, durou pouco a alegria algarvia – é que logo aos 22 minutos, também na sequência de um canto, Filipe Gonçalves cabeceou ao primeiro poste para o golo da igualdade.

A Oliveirense aproveitou o embalo para tomar conta da partida e acabou a primeira parte por cima no jogo, com oportunidades para o segundo golo. Primeiro, por intermédio de Fabinho, que na cobrança de um livre direto obrigou Hugo Marques a suar. Depois, em cima do intervalo, por Alemão, que dentro da área rematou por cima da baliza.

Farense Oliveirense
Foto: Nelson Ferreira

No regresso dos balneários, sinal mais para o Farense: logo aos 47 minutos, Lucca aproveitou um livre e disparou à baliza oliveirense, mas encontrou pelo caminho um inspirado Bruno Vale a defender para canto.

Sérgio Vieira apostou no regresso de Fabrício Isidoro ao minuto 55, lançando o brasileiro para o lugar de Filipe Melo. As bancadas retribuíram com aplausos e a equipa devolveu todo o apoio à passagem do minuto 59 – Ryan Gauld bateu um canto na direita e Fabrício Simões cabeceou para o segundo golo do Farense, quebrando um jejum de golos que durava há mais de dois meses.

O avançado brasileiro voltou a dispor de grande oportunidade mas, após cruzamento de Ryan Gauld e à boca da baliza, atirou por cima (57′).

A pressão dos Leões de Faro era asfixiante e as oportunidades sucediam-se – exemplo disso, aos 71 minutos, quando André Vieira falhou por muito pouco a emenda de um livre. Depois, Ryan Gauld descaído pela esquerda atirou ao poste (80′), assistindo pouco depois Jorge Fellipe que…também atirou ao poste (82′).

A malapata dos ferros continuava e ao minuto 83 foi Irobiso a cabecear à trave! Mas o nigeriano havia de quebrar o enguiço e, já em período de compensação, aproveitou uma defesa incompleta de Bruno Vale a remate de Fábio Nunes, estabelecendo o 3-1 final.

A turma de Sérgio Vieira beneficiou do empate do Mafra, terceiro classificado, e com este resultado chega aos 41 pontos e abre uma vantagem de cinco pontos na tabela classificativa.

Na próxima jornada, o Farense desloca-se ao terreno do Vilafranquense, numa partida disputada sexta-feira, 21 de fevereiro, às 20h00.