Sérgio Vieira: «Este plantel tem um potencial muito grande»

  • Print Icon

No final da partida entre Farense e Casa Pia, que decorreu hoje e terminou com a vitória dos Leões de Faro, o técnico dos lisboetas, Luís Loureiro, considerou que existiu equilíbrio até ao golo da sua equipa.

Após o tento de Jorge Ribeiro, a sua equipa não conseguiu «gerir o jogo em vários momentos», acabado por sofrer o golo numa situação «de alguma desorganização defensiva».

O técnico, que se destacou como jogador, chegando a alinhar pelo Sporting Clube de Portugal, revelou que ao intervalo tentou «corrigir alguns aspetos, sabendo que o Farense ia tentar chegar ao golo, por jogar em casa».

Apesar de «uma bola no poste e outra na cara do golo, o Farense acabou por matar o jogo num erro forçado da nossa equipa», concluiu Luís Loureiro.

Já Sérgio Vieira, novo timoneiro do Farense para a época que agora começa, considerou o resultado «justo».

«Sabíamos que o Casa Pia era uma equipa complicada e motivada, que nos ia trazer dificuldades», explicou o técnico, acrescentando que «com seis semanas de trabalho, é difícil ser perfeito nas tomadas de decisão».

O novo treinador do Farense afirmou que «os jogadores sabem que têm de melhorar, principalmente no processo defensivo. Mas enquanto isso não acontece, temos de ser superiores aos adversários na raça, na atitude e na ambição».

Quanto à subida de divisão, Sérgio Vieira não se escusou a responder: «este plantel tem um potencial muito grande. Mas vão existir diversos candidatos, equipas muito fortes. Se trabalharmos com humildade, lealdade, rigor e disciplina, podemos transformar este plantel no melhor da segunda liga», concluiu.