Regata Internacional de Canoagem trouxe 230 canoístas ao Guadiana

  • Print Icon

Decorreu no passado sábado, dia 28 de setembro, a tradicional Regata Internacional de Canoagem do Rio Guadiana, entre as localidades transfronteiriças de Vila Real de Santo António/Ayamonte, e Alcoutim.

Com um total de 170 canoas participantes, e 230 canoístas, a prova decorreu com excelentes condições climatéricas, apresentando também o Guadiana excelentes condições para a prática da modalidade.

Trata-se de uma organização transfronteiriças que a Associação Naval do Guadiana leva a cabo há 35 anos, em colaboração com o Club Nautico Isla Canela e o Patronato Municipal de Deportes de Ayamonte.

A competição do passado sábado levou até á vila ribeirinha de Alcoutim grande animação desportiva e social, com cerca de 400 pessoas entre desportistas, e acompanhantes.

Nesta edição, o almoço convívio e entrega de prémios decorreu nas instalações da escola de Alcoutim, não tendo sido possível utilizar o Castelo de Alcoutim para o efeito, como é hábito nas anteriores edições, «retirando o habitual encanto e comodidade à cerimónia final, facto alheio ás entidades organizadoras. Contudo, houve ambiente de festa e alegria pelos resultados obtidos e pela excelente jornada desportiva».

A prova teve a duração de 2 horas e 25 minutos para o 1º classificado, destacando-se as seguintes classificações:

1º absoluto – Equipa Fluvial Odemirense em K4, tempo de 2:25:46;

2º lugar – K2 Real Club Maritimo Huelva, tempo de 2:32:56;

1º classificado em K1 – João Albuquerque, G. Desportivo de Alcoutim;

Em Kayak de mar tradicional a primeira classificada foi Daniela Miranda, da Associação Naval do Guadiana.

Esta competição e a Subida e Descida Internacional do Guadiana – Vela, que em 2019 realizou a 35ª edição, são as duas competições transfronteiriças mais antigas da Península Ibérica.