Miguel Ángel López conquistou o Malhão

  • Print Icon

O Alto do Malhão não intimidou Miguel Ángel López (Astana Pro Team) que venceu com grande autoridade uma etapa de 169,7 quilómetros, iniciada em Albufeira.

Daniel Martin (Israel Start-Up Nation) chegou na segunda posição e o Camisola Amarela Visit Algarve, Remco Evenepoel (Deceuninck Quick-Step), fechou em terceiro lugar.

Foi pouco depois da passagem pela primeira meta volante, em Paderne, que se deu a fuga de nove corredores que se manteve durante grande parte da etapa de hoje.

Dries de Bondt (Alpecin-Fenix), David González (Caja Rural-Seguros RGA), Tom Devriendt (Circus-Wanty Gobert), Daniel Hoelgaard (Uno-X Norwegian Development Team), Luís Mendonça e Tiago Antunes (Efapel), Rafael Lourenço (Kelly-InOutBuild-UDO), Daniel Freitas (Miranda-Mortágua) e João Rodrigues (W52-FC Porto), mantiveram-se sempre a, sensivelmente, 2m00 do pelotão que era, na altura, comandado pelo Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel.

A luta de Tiago Antunes e Dries de Bondt pela Camisola Azul Lusíadas foi o principal motivo de animação desta fuga que começou a sofrer alterações a 39 km da meta.

João Rodrigues atacou na cabeça de corrida, pouco antes de se iniciar a subida para o Alto do Malhão. O pelotão não se deixou ficar e também acelerou, colocando-se a menos de um minuto da frente.

A 30 km da meta começaram as movimentações no pelotão, com vários corredores a atacarem, impulsionados por Philippe Gilbert (Lotto Soudal).

Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo) não perdeu a oportunidade de tentar deixar para trás o pelotão, no início da subida do Malhão e também tentou a sua sorte.

João Rodrigues seguia sozinho na frente, a 40 segundos do pelotão, comandado pela UAE Team Emirates, e Nibali a 30.

No entanto, a Deceuninck Quick-Step não tardou em colocar-se em posição de defender o camisola amarela, Remco Evenepoel, e a assumir a liderança do pelotão, que já seguia compacto.

Na subida final, Amaro Antunes (W52/FC Porto) foi o mais combativo, mas o pequeno pelotão dos favoritos não deu hipótese.

Miguel Ángel López (Astana Pro Team) atacou a 500 metros do final para cortar a meta isolado. Em segundo lugar chegou Daniel Martin (Israel Start-Up Nation), seguido de Remco Evenepoel.

O jovem belga continua a ser o líder da classificação geral e vai partir para o contrarrelógio de amanhã com a Camisola Amarela Visit Algarve, com o mesmo tempo de Daniel Martin e Maximilian Schachman (Bora-hansgrohe).

Evenepoel também continua a ser o dono da Camisola da Juventude IPDJ.

A Camisola Vermelha Cofidis, que distingue o líder da classificação por pontos, permanece na posse de Fabio Jakobsen (Deceuninck Quick-Step) e a Camisola Azul Lusíadas é agora vestida por Dries de Bondt (Alpecin-Fenix).

Quanto à classificação geral por equipas é agora liderada pela UAE Team Emirates.

A Volta ao Algarve Cofidis termina já amanhã, com o contrarrelógio individual, de 20,3 km, em Lagoa.