Farense dá pontapé na crise e vence Varzim por 3-0

  • Print Icon

A atravessar uma série negra de resultados, com 9 jogos consecutivos sem vencer, o Farense recebeu hoje, domingo, 10 de março, o Varzim, num jogo entre dois emblemas que lutam pela fuga aos lugares de despromoção, agora que a época entra na sua fase decisiva.

Ainda sem poder contar com Irobiso no ataque, a cumprir três jogos de castigo depois da expulsão na derrota frente à Académica, os algarvios estrearam o avançado francês Kitambala, que chegou recentemente ao emblema de Faro.

E que estreia para Kitambala. Aos 9 minutos, na sequência de um remate de Daniel Bragança à entrada da área,a bola ressaltou na defesa dos poveiros e o avançado francês aproveitou a sobra, colocando no fundo das redes varzinenses. 1-0 para o Farense. O gaulês estava endiabrado e voltou a criar perigo aos 14 minutos, com um remate à entrada da área que obrigou Emanuel a defesa muito apertada.

Aos 17 minutos foi o veterano Jorge Ribeiro a disparar, depois de jogada de Mayambela. Mais uma vez Emanuel sacudiu para canto. Mas não foi preciso esperar muito para ver novamente as redes poveiras a abanar – ao minuto 25, Jorge Ribeiro cruzou na sequência de um livre pela esquerda, a defensiva do Varzim aliviou de forma deficiente e Mayambela fuzilou o guardião poveiro. 2-0 para o Farense.

Sob a batuta de Daniel Bragança, que ia realizando uma excelente exibição, o Farense procurava saídas rápidas para o ataque. O jogo tinha sentido único e só os algarvios criavam perigo. O intervalo chegava com os algarvios em vantagem, num resultado muito ajustado ao que se ia passando no relvado.

A segunda metade da partida começou com os poveiros a tentar reagir ao resultado desfavorável. No entanto, o Farense depressa sacudiu a pressão e, aos 51 minutos, Fabrício desperdiçou excelente oportunidade para o terceiro golo, ao atirar por cima na cara de Emanuel.

O cronómetro marcava os 61 minutos quando, após canto batido por Jorge Ribeiro, Kitambala apareceu sozinho a cabecear como mandam as regras, de cima para baixo. No entanto, a bola passou por cima.

O Farense jogava a um ritmo mais baixo, mas ainda assim controlava as operações. Mayambela, com a sua velocidade, ia mantendo em sentido a defensiva do Varzim.

No entanto, os poveiros conseguiram criar algum perigo para as redes algarvias aos 79 minutos, quando Silvério apareceu em boa posição a cabecear após um canto. A bola saiu por cima.

Diz o ditado que não há duas sem três, e o Farense levou-o à letra. Aos 87 minutos, após falta sobre Fabrício dentro da área poveira, os leões de Faro beneficiaram de um penalti que Jorge Ribeiro converteu com sucesso, colocando a bola perto do poste esquerdo da baliza defendida por Emanuel, que ainda adivinhou o lado. 3-0 no placard.

Logo de seguida, aos 89 minutos, Fábio Nunes isolou-se e ensaiou um chapéu sobre Emanuel – no entanto saiu largo, falhando o alvo.

O Farense volta a sentir o sabor da vitória nove jogos depois, somando agora 29 pontos e conseguindo escapar à zona de despromoção, assentando, à condição, no 12º lugar. Na próxima jornada os algarvios deslocam-se a Guimarães, onde defrontam o Vitória Sport Clube B, partida que tem lugar no domingo, dia 17 de março, às 17h00.

Farense vs Varzim

Estádio de São Luís, Faro

Farense – Hugo Marques, Godinho, Cássio, Bruno Bernardo, Jorge Ribeiro, Carlos Moura (André Vieira, 58 min), Fabrício, Daniel Bragança, Alvarinho (Fábio Nunes, 69 min), Mayambela, Lynel Kitambala (Nuno Borges, 83 min).

Treinador: Álvaro Magalhães

Suplentes não utilizados: Daniel Fernandes, Perisic, Tavinho, Alan Júnior.

Varzim – Emanuel, Mário Sérgio (Ricardo Barros, 45 min), Sandro, Silvério, Rui Coentrão, João Amorim, Marko Pavlovski (Nelsinho, 59 min), Estrela, Stephen Payne, Vasco Rocha, Rui Pedro (Baba Sow, 71 min).

Treinador: Fernando Valente

Suplentes não utilizados: Broetto, Haman, Baikoro, Jeferson.

Árbitro: Manuel Mota

Golos: Lynel Kitambala (9 min), Mayambela (25 min), Jorge Ribeiro (87 min).
Amarelos: Fabrício (24 min), Mário Sérgio (29 min), Godinho (49 min).