Bombeiros revelam que «não houve incêndio» no Portimão Estádio

  • Print Icon

O final do jogo entre Portimonense e Benfica ficou marcado pelo descontentamento dos adeptos encarnados com a exibição da sua equipa. Foram exibidos alguns lenços brancos e deflagradas duas tochas que, tendo criado algum fumo, geraram a dúvida se teria ou não existido algum incêndio.

O Sport Lisboa e Benfica já tinha, durante o dia de ontem, 3 de janeiro, desmentido o incêndio através de comunicado, falando numa «mentira repetida».

O «barlavento» esteve agora à conversa com Richard Marques, Comandante dos Bombeiros de Portimão, que confirmou a versão dos encarnados de uma situação que foi presenciada pelo repórter do nosso jornal destacado para acompanhar a partida.

«Foram apenas duas tochas deflagradas pelos adeptos, a situação não passou da coluna de fumo vista, não houve fogo e as cadeiras não arderam sequer, três ou quatro sofreram apenas pequenos danos», contou-nos o Comandante.

Sobre a ação dos Bombeiros, Richard Marques revelou que «para terminar a situação de imediato utilizámos extintores, visto as tochas terem sido ativadas na bancada. Caso fossem para o relvado teríamos utilizado outro tipo de recipiente com água semelhante ao que se vê em diversos estádios, quando ocorre arremesso destes engenhos para o terreno de jogo».

«O nosso objetivo foi também evitar o pânico, dada a grande concentração de pessoas na zona. Fomos bem sucedidos, não houve exaltação em nenhum momento e tudo se processou com total tranquilidade», assumiu o Comandante.

Richard Marques concluiu, explicando que «nestes jogos de maior envergadura temos sempre um dispositivo pronto a atuar nestes casos, porque o uso de engenhos pirotécnicos é mais frequente».