António Folha: «Não mudo a forma de jogar da equipa»

  • Print Icon

No final da partida entre Portimonense e Sporting de Braga, a contar para a jornada 17 da Liga, disputada hoje, 10 de janeiro, no Portimão Estádio, António Folha, treinador do Portimonense, referiu que a equipa luta sempre «para conquistar os três pontos, mas por vezes não conseguimos». Sobre os 24 pontos com que os algarvios terminam a primeira volta, Folha considera o saldo «positivo».

Sobre o estilo de jogo que o Portimonense pratica, o técnico revela não ser «fácil» jogar assim fora de casa, mas considera que «os jogadores crescem assim, e não mudo a forma de jogar da equipa». O timoneiro portimonense considera o resultado «justo», afirmando que, para si, o Braga «é candidato ao título, sem dúvida nenhuma». «Não estou completamente satisfeito, queria mais, mas é um ponto».

Já Abel Ferreira, técnico do Sporting de Braga, considera que a sua expulsão foi «um equívoco», pois estava apenas a gesticular sobre o lance e o árbitro «interpretou isso como protestos excessivos». Sobre o jogo, considera que «foi uma grande partida, entre duas equipas com filosofias positivas, mas a nossa intenção era ganhar e não fomos bem sucedidos».

Abel Ferreira – Foto: João Chambino

«Na primeira parte, entrámos algo lentos», atirou o treinador dos arsenalistas. Na opinião de Abel Ferreira, «o golo do empate podia ter chegado mais cedo». Sobre o clássico deste fim de semana, entre Sporting e FC Porto, o técnico afirma que «deve vencer a equipa que merecer, é assim que eu vejo o futebol».