Orquestra Filarmónica Portuguesa em Olhão para concerto de Ano Novo

  • Print Icon

O Auditório Municipal de Olhão acolhe, no dia 3 de janeiro, às 21h30, o habitual concerto de Ano Novo. A paixão, o humor e o sangue vienense chegam a Olhão pelas mãos do maestro Osvaldo Ferreira e da Orquestra Filarmónica Portuguesa.

O espetáculo conta com a presença da soprano Cristiana Oliveira, que tem encantado os principais palcos europeus, e em Olhão interpretará algumas das mais divertidas e aclamadas árias de Franz Lehar e Luigi Ardith.

Assim, na noite de 3 de janeiro de 2019, o público poderá deliciar-se com temas de J. Strauss (Tik Tak Polka , Wiener Blut Valse – Valsa Sangue Vienense – e Trisch, Tratsch Polka), Elgar (Pomp and Circumstance, March n° 1 – Marcha de Pompa e Circunstância), F. Lehar (Meine Lippen de «Giuditta» – Meus Lábios e Vilja Song de «Merry Widow» – Canção de Vilia) e Luigi Arditi (Il Bacio – O Beijo).

O espetáculo, orientado pelo maestro Osvaldo Ferreira, termina da melhor maneira com o imperdível An der Schonen, Blauen Donau Valse – O Belo Danúbio Azul), de J. Strauss.

A Orquestra Filarmónica Portuguesa é um projeto de dimensão nacional com direção artística de Osvaldo Ferreira, um dos mais representativos maestros nacionais.

Fundada em maio de 2016 pelo mesmo Osvaldo Ferreira e por Augusto Trindade, a Orquestra Filarmónica Portuguesa integra um conjunto de músicos premiados em concursos nacionais e internacionais, ex-integrantes da Orquestra Jovem da União Europeia, e ainda músicos estrangeiros residentes em Portugal que se juntaram neste projeto para criar uma orquestra que fosse uma referência e símbolo de qualidade, atuando em todo o território nacional.