Lagos prepara várias iniciativas para celebrar os 446 anos de elevação a cidade

  • Print Icon

A autarquia de Lagos volta a assinalar, nos próximos dias 26 e 27 de janeiro, o aniversário de elevação de Lagos a cidade, com um programa diversificado.

As iniciativas vão decorrer em torno da figura de D. Sebastião e integram uma conferência, a inauguração de uma exposição e uma visita comentada.

A elevação de Lagos a cidade, que se assinala a 27 de janeiro, representa um dos momentos mais significativos da história local, constituindo o reconhecimento da importância e do trajeto percorrido desde a atribuição do Foral, por D. Manuel I em 1504, até à sua elevação em 1573, por D. Sebastião. Este facto levou à instalação na cidade dos governadores do Reino do Algarve, tornando-a numa das mais importantes localidades que se destacaram na história de Portugal.

Assim, no dia 26 de janeiro, às 15h00, no Auditório dos Paços do Concelho Séc. XXI, tem lugar a conferência «Dom Sebastião, o Rei que elevou Lagos a cidade em 27 de janeiro de 1573». Vai ser dirigida pela historiadora Maria Augusta Lima Cruz.

Também no dia 26, às 17h00, é inaugurada a exposição «Sebastianismo Revisitado», de Sam Abercromby, que vai ficar patente até ao dia 6 de abril.

Sam Abercromby tem 71 anos e é australiano. Veio para Portugal em 1986, e há 22 anos que mora em Vila do Paço, Torres Novas, onde tem o seu atelier.

Exprime-se através da pintura, da arquitetura, da música, da cerâmica e da literatura. Com a sua longa carreira em Portugal o artista já realizou várias exposições individuais coletivas. Na série da obra sobre D. Sebastião, o artista renegoceia o mito e a vida de Sebastião de Portugal.

Reserva o direito, como artista, de levar o mito e as histórias oficiais aceites, mas também de «reinvestir», dando-lhes interpretações criativas, subjetivas, líricas e heróicas, capacitando-as como estímulos para um novo caminho da sua pintura.

No dia 27 de janeiro, às 15h00, o município de Lagos leva a cabo uma visita comentada. Com ponto de encontro junto à estátua de D. Sebastião, na Praça Gil Eanes, a ação é gratuita, mas obriga a inscrição no Posto de Turismo Municipal até ao dia 24 de janeiro.

«O Desejado», numa das várias visitas reais efetuadas ao Algarve, esteve sediado em Lagos, onde festejou os seus 20 anos de idade. Pela receção que teve e tendo visto o engrandecimento da então vila (tanto em população como pelo seu desenvolvimento socioeconómico), decidiu elevá-la a cidade no dia 27 de janeiro de 1573.

Ao longo desta visita comentada, os participantes terão oportunidade de conhecer o itinerário do rei pelo então Reino do Algarve, e particularmente as observações do seu cronista, João Cascão, quando D. Sebastião chegou a Lagos.