Fortaleza de Sagres acolhe projeto multidisciplinar «Elementos II»

  • Print Icon

Fortaleza de Sagres acolhe projeto multidisciplinar «Elementos II», uma iniciativa da da Questão Repetida – Associação Cultural, sediada em Lagos.

A Questão Repetida – Associação Cultural apresenta o novo projeto «Elementos II» no domingo, dia 4 de outubro, às 17 horas, na Fortaleza de Sagres, concelho de Vila do Bispo, mo âmbito do Programa DiVaM 2020 – Dinamização e Valorização dos Monumentos, este ano com o tema «Direitos Humanos, Igualdade e Não Discriminação».

Este projeto é a segunda parte de um ciclo de criações que resultam da reflexão sobre o Algarve.

É um projecto multidisciplinar que interliga música popular e música erudita e que pretende homenagear o Algarve e reflectir a dicotomia entre o passado e presente, abordando os elementos como base comum de toda a história.

Cruza fotografia, pela lente de Jorge Marques; vídeo, numa recolha do artista visual algarvio Jorge Graça; palavra na voz de Ana Falé; e música pelo Ensemble Armilar, com a direcção da cravista Elsa Mathei e os músicos Rui Afonso na percussão tradicional, e Ana Figueiras na flauta, contando com peças do compositor lacobringense João Pacheco.

«Elementos II» impele-nos numa viagem pelo que «era, permitindo-nos vivenciar uma localidade que definha mas que transpira memórias e significado, na dureza e na simplicidade, marcada pela força dos elementos, e igualmente irá dar a conhecer hábitos e costumes que já não são parte da rotina comum deste lugar. Mas retrata também o agora, as pessoas, os seus detalhes, Sagres e os seus recantos, criando um confronto individual do passado e do presente», descreve a associação.

«Num Algarve em constante pressão pela confluência de diversas culturas com diversas expectativas, como preservamos a riqueza que nos aclara a nossa identidade e ao mesmo tempo desfrutamos da riqueza de outras dinâmicas tão distintas mas igualmente lúcidas e válidas? Elementos II pretende celebrar o passado e viver o presente, evocar a natureza através dos sons, e recordar o que outrora foi a vida do Algarve, sem deixar de anotar um lamento pela desvalorização a que a rotina nos remete», detalha.

A Questão Repetida pode ser contactada por telemóvel (935179548) ou email ([email protected]) para mais informações.