Festival VENTANIA volta a soprar cultura em Portimão

  • Print Icon

VENTANIA – Festival de Artes Performativas do Algarve, continua, nesta segunda edição, a versar temas de cidadania global, um grito artístico a favor da natureza, em Portimão.

A segunda edição do VENTANIA, devido à pandemia da COVID-19, passou de programa primaveril para outonal.

Assim, no dia 3 de outubro, às 21h30, o TEMPO – Teatro Municipal de Portimão apresentará, no grande auditório, a estreia nacional de «Terras», dança contemporânea, pela companhia Kale, que desde 2018 aposta num projeto de cooperação transfronteiriça chamado «Regards Croisés».

São convidados três coreógrafos de Portugal, Espanha e França, para desenvolverem uma criação original conjunta. Este trabalho tem coreografia do português André Mesquita, do espanhol Matxalen Bilbao e do francês La Tierce. O foco vai para os jovens bailarinos participantes que estão em diversas fases da sua formação ou carreira profissional.

O mesmo acontece com os coreógrafos, que são de diferentes grupos etários, o que lhes permite introduzir visões pessoais e únicas sobre a dança contemporânea.

Integrado na VENTANIA, o chef Emídio Freire vai apresentar, no dia 2 de outubro, no restaurante Faina, no Museu de Portimão, um «Jantar para Línguas de Fogo», abrilhantado pelo Algarve Grupo de Percussão Contemporânea, sob a direção artística de Vasco Ramalho.

O coletivo vai apresentar a peça «Water Music» de Tan Dun, compositor chinês de música clássica contemporânea chinês, conhecido por compor as bandas sonoras de vários filmes.

A mensagem alerta para os perigos dos fogos florestais e da escassez de água no Algarve.

Os bilhetes para «Terras» custam cinco euros e o jantar custa 30 euros por pessoa. As reservas podem ser feitas por telefone (962 512 133) ou email ([email protected]).