Festival Internacional de Jazz de Loulé celebra as «bodas de prata»

  • Print Icon

O Festival Internacional de Jazz de Loulé cumpre em 2019 a sua 25ª edição, atraindo o à cidade alguns dos maiores nomes do nacionais e internacionais.

Nesta edição o Festival regressa à Cerca do Convento Espírito Santo, nos dias 25, 26, 27 e 28 de julho (quinta-feira a domingo), numa organização da Casa da Cultura de Loulé que conta com a parceria e alto patrocínio do município louletano.

Novamente sob a direção artística de Mário Laginha, o Festival apresenta talvez «o programa mais americano de sempre», com músicos/bandas provenientes da América do Sul e também da América do Norte. É um «cartaz ambicioso, que conjuga sons e músicos com percursos bastante distintos».

O evento arranca com a atuação da Ben Wendel Seasons Band, liderada pelo saxofonista, baixista, pianista e compositor canadiano Ben Wendel.

Segue-se, no dia 26, uma participação vinda de Buenos Aires – Diego Schissi Quinteto, que trará uma fusão de Tango e Jazz.

Também originário da Argentina, o Trio Leo Genovese sobe ao palco no dia 27. A ele junta-se, na mesma noite, a cantora e contrabaixista norte-americana Esperanza Spalding.

No encerramento desta 25ª edição do Festival Internacional de Jazz de Loulé, a união luso-brasileira faz-se através de um espetáculo conjunto do Trio de Jazz de Loulé e da cantora brasileira Mônica Salmaso.

Os preços dos bilhetes variam entre os 10 e os 15 euros diários, existindo um passe para os quatro dias que terá o valor de 30 euros.