Auditório Municipal de Olhão celebra centenário de Amália Rodrigues

  • Print Icon

Espetáculo «Amália, Fado & Saudade» surge no ano em que a diva do fado comemoraria o 100º aniversário.

O espetáculo acontece pela primeira vez no Algarve, no sábado, dia 25 de janeiro, às 21h30, no equipamento cultural olhanense, sendo protagonizado por nomes do fado como Maria Mendes e Jorge Baptista da Silva.

Em «Amália, Fado & Saudade», os fadistas, em dueto ou a solo, serão acompanhados ao vivo por três músicos que marcam presença regular em prestigiadas casas de fado de Lisboa.

Em 2020 assinala-se o centenário do nascimento de Amália Rodrigues, considerada por muitos a maior artista portuguesa de todos os tempo, e para festejar a data foi criado este tributo musical onde, durante duas horas, são interpretados temas criados e popularizados pela fadista.

Através da interpretação de fados tradicionais, como «Povo que Lavas no Rio»; «Há Festa na Mouraria» ou «Foi Deus», passando pelas marchas e folclore, à semelhança de «Fadinho da Ti MariBenta» ou «Covilhã Cidade Neve», até canções internacionais como «Maria La Portuguesa» e «Tarantela», o público algarvio poderá assistir a uma viagem pela vida e obra da diva do fado.

Às vozes de Maria Mendes e de Jorge Baptista da Silva e à execução de três músicos ao vivo (viola portuguesa, guitarra de fado e acordeão), juntam-se projeções de vídeo e algumas passagens da vida de Amália Rodrigues, «tornando o espetáculo ainda mais cativante».

Este espetáculo é produzido pela Sonhos em Cena, responsável pelos últimos êxitos de Florbela Queiroz, António Calvário e Natalina José.