«Eva» de Cristina Branco terá uma costela algarvia de Loulé

  • Print Icon

De tom autobiográfico, o novo álbum da aclamada cantora Cristina Branco vai chamar-se «Eva». Os músicos estiveram na semana passada em residência artística no Solar da Música Nova, em Loulé.

Foi um momento de estreia e encantamento. Cristina Branco (voz), Bernardo Couto (guitarra portuguesa), Bernardo Moreira (contrabaixo) e Luís Figueiredo (piano) convidaram a imprensa a assistir a um ensaio aberto na quinta-feira, dia 14 de novembro, em Loulé.

«Eva Haussman é o meu alter ego, é o outro lado de mim. Por fim, resolvi dar-lhe vida. Por isso, os temas são profundamente autobiográficos. Aliás todos eles falam de uma pessoa, de alguém, de momento da minha vida. Todos têm uma componente pessoal fortíssima. Para os músicos e compositores, no fundo, é um exercício de tentar perceber quem é essa Eva», explicou Cristina Branco.

A passagem pela cidade algarvia antecede a partida para Copenhaga (Dinamarca), onde a formação da cantora está a trabalhar na produção do novo disco «Eva». O álbum sairá a 20 de março de 2020, e a estreia nacional absoluta será no Cine-Teatro Louletano, a 17 de maio.

A estadia em Loulé decorreu de 11 a 17 de novembro, e a cantora não poderia estar mais satisfeita. «Têm corrido maravilhosamente. As pessoas acolhem-nos de uma forma extraordinária. Andamos pela rua e reconhecem-nos, tratam-nos por tu. É mesmo agradável perceber que fora dos grandes centros se fazem coisas incríveis. Há aqui um trabalho fabuloso feito à volta da cultura na cidade de Loulé que estamos a viver», disse.

«No fundo estamos aqui a afinar temas, a pôr camadas de instrumentação e a produzir». Questionada sobre o que se pode esperar desta «EVA», Cristina Branco diz que «ela é muito verdadeira, muito crua, muito transparente e foi isso que todos os compositores escreveram. Queremos mostrar a nossa verdade, a mais pura que vocês possam imaginar».

Além disso, «é um trabalho de equipa, de quem se conhece muito bem e de quem funciona em família. Criámos um som que é nosso, apenas nosso e é à volta dessa sonoridade que evoluímos para a nossa música».

Por fim, a cantora garante que «sobretudo a nível do exercício estético, Loulé vai estar muito presente o disco, porque as pessoas acarinham muito aquilo que estamos aqui a fazer e colaboram em larga medida. Vão aparecer muitas do Algarve em Eva», prometeu.

De acordo com o programador Paulo Pires, o Cine-Teatro Louletano vai continuar a apoiar a criação nacional nas várias áreas artísticas no domínio das artes performativas, neste caso também através da realização de residências artísticas. O disco será gravado nos Estúdios Atlântico Blue, em Paço de Arcos, onde a cantora e os músicos deverão entrar a 2 de dezembro.

Segundo Cristina Branco serão escolhidos 10 temas, que contam com a colaboração de alguns dos talentos da atualidade musical como Filipe Sambado, Márcia, Kalaf Epalanga, Francisca Cortesão, Pedro da Silva Martins, Luís José Martins, entre outros.

Em «Eva» é também renovada a parceria com a fotógrafa e realizadora Joana Linda que tem acompanhado e retratado a carreira de Cristina Branco ao longo dos últimos anos.