Loulé já tem bandeiras azuis e apoio a daltónicos nas praias do concelho

  • Print Icon

Quinta do Lago, Ancão, Garrão Nascente, Garrão Poente, Vale do Lobo, Loulé Velho, Almargem, Forte Novo, Quarteira e Vilamoura são as 10 praias do concelho que, na presente época balnear, voltam a receber os galardões que atestam a sua qualidade nas diferentes vertentes.

A cerimónia de hastear das Bandeiras «Azul», «Qualidade de Ouro», «Praia Acessível» e «ColorADD» decorreu na terça-feira, dia 25 de junho, contando com a presença de representantes da ARS Algarve, da Capitania do Porto de Faro, da Agência Portuguesa do Ambiente, de Juntas de Freguesia e Empresas Municipais, entre outros.

A acessibilidade é também «uma das grandes apostas e preocupações do município», e nesse sentido as praias do concelho têm vindo crescentemente a apresentar «condições privilegiadas de acessibilidade e mobilidade para todos, inclusive com a possibilidade de banhos assistidos».

Neste seguimento, e com o objetivo de garantir um município ainda mais inclusivo e acessível por todas as pessoas que vivem ou visitam Loulé, foi hasteada a Bandeira «ColorADD», código universal de cores para daltónicos, que consiste num sistema pioneiro e transversal que permite a identificação de cores a mais de 350 milhões de pessoas daltónicas em todo o mundo.

Assim, o município capacitou e equipou os espaços balneares integrando o código ColorADD nos suportes de comunicação cromáticos, nos contentores de recolha seletiva de resíduos de praia (amarelo, verde, azul e preto) e nos painéis de comunicação dos serviços e acessibilidades balneares, entre outros.

Estas distinções constituem «o coroar de um trabalho que a autarquia de Loulé desenvolve na preparação e planeamento da época balnear, no que concerne à qualidade da água e à segurança das praias e áreas envolventes», explica o município em nota de imprensa.

A Câmara Municipal de Loulé, conjuntamente com os demais parceiros e decisores no âmbito da Campanha Bandeira Azul, tem vindo a implementar uma estratégia «com vista ao reconhecimento do litoral do concelho como zona de excelência para a prática balnear, assente em padrões de harmonia e equilíbrio entre as diferentes praias e com uma oferta qualificada que se complementa e que se assume como referência para o turismo nacional e estrangeiro».