Loulé inaugurou segunda fase do Parque Municipal

  • Print Icon

Segunda fase do Parque Municipal de Loulé alia convívio e atividade física a espaço verde de excelência no centro da cidade.

Perante vários representantes dos clubes e associações desportivas do concelho, foi inaugurada esta segunda-feira, 13 de julho, a obra referente à construção da segunda fase do Parque Municipal de Loulé, mais um projeto relevante em termos da criação de espaços para o lazer e para a prática de atividade física na cidade.

Esta intervenção teve em vista a ampliação do pulmão urbano em cerca de dois hectares, junto ao Skate Parque (inaugurado em 2015), na zona norte confinante com a Circular, onde se localizou em tempos o Bairro de Santa Luzia.

Procurou-se com este projeto da autoria do arquiteto Paulo Viegas, autor também da primeira fase, dar uma continuidade funcional e conceptual relativa à primeira fase, nomeadamente no que respeita à rede de caminhos, segurança, acessibilidade plena, às redes de infraestruturas, ao mobiliário e aos ajardinamentos.

Esta empreitada veio reforçar os equipamentos ligados à atividade física informal, ampliando as possibilidades de utilização por parte da população e aumentando a capacidade de resposta existente no parque.

Assim, foi criado um relvado sintético, uma zona de workout, pista de 100m com um pavimento em borracha mais amortecedora para os praticantes de corrida, uma plataforma para a prática de pétanca e um campo de basquete de uma tabela street basket, espaços que vêm enquadrar-se no compromisso com o desporto assumido pela autarquia ao longo dos anos e na dinâmica desportiva que é uma imagem de marca do concelho.

A intervenção passou ainda pela plantação de mais árvores, dando uma estrutura tridimensional ao parque. Arbustos e herbáceas foram colocados de forma a marginar limites, individualizar áreas e enquadrar esta ampliação do parque.

Os trabalhos contemplaram também uma pequena bolsa de estacionamento com 60 lugares para automóveis, três lugares para autocarros e três lugares destinados a pessoas com mobilidade condicionada.

Segurança e conforto num espaço verde de excelência para o lazer e para a prática prática desportiva, ponto de convívio e de contacto com a natureza, saem agora ainda mais reforçados com esta intervenção.

A obra significou um investimento público de 1417501,11 euros.

O presidente da autarquia apelou a que os louletanos usufruam deste parque que, ao longo dos anos, tem sido alvo do investimento dos diversos executivos.

«Com esta obra municipal os louletanos têm aqui uma enorme mais-valia para a sua qualidade de vida. É um espaço de convívio integeracional, há aqui propostas que vão ao encontro das necessidades de todos os escalões etários mas é sobretudo um espaço urbano, de convívio, num meio natural. E isso faz bem à saúde física e mental dos nossos concidadãos», considerou Vítor Aleixo.

O autarca sublinhou ainda a importância de um equipamento com estas características, num concelho que integra a Associação Internacional de Cidades Educadora, a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, para além dos projetos europeus Vital Cities e Healthy Cities, todos eles com uma filosofia inerente que se encaixa na perfeição com o Parque Municipal de Loulé.