Unidade de AVC do CHUA recebeu distinção internacional

  • Print Icon

Unidade de Acidente Vascular Cerebral (AVC) do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) recebeu oficialmente ontem, terça-feira, 17 de setembro, o Grau Platina do prémio ESO Angels Awards.

Conduzido pela Angels Initiative e apoiado pela European Stroke Organisation (ESO), o galardão é atribuído às unidades que atinjam elevados níveis de qualidade e performance clínica na abordagem do AVC, de acordo com critérios pré-estabelecidos e aferidos através do Registry of Stroke Care Quality (RES.Q).

A entrega do prémio foi efetuada pela coordenadora do projeto Angels Initiative em Portugal, Cláudia Queiroga, que referiu a importância desta distinção, destacando o seu contributo para a monitorização contínua dos procedimentos de qualidade no tratamento de doentes com AVC.

Para Ana Paula Fidalgo, coordenadora da Unidade de AVC, «este prémio, com base em avaliações trimestrais, é o reconhecimento do empenho de todos os profissionais que trabalham diariamente, de forma multidisciplinar, para os doentes com AVC, garantindo a melhoria da qualidade na prática dos cuidados».

Em termos institucionais, e tal como frisou Helena Leitão, vogal do Conselho de Administração do CHUA, «é um motivo de regozijo ver reconhecido este projeto que acarinhámos há três anos, distinguindo simultaneamente a nossa instituição de saúde, a nível internacional, pelos critérios de qualidade e pela cultura de monitorização contínua».

Dirigindo-se á equipa de saúde presente na entrega do prémio, também a vogal do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Algarve, Josélia Gonçalves, manifestou o seu «orgulho no trabalho, empenho e dedicação dos profissionais que proporcionam bem-estar aos utentes».

José Manuel Almeida, em representação da Direção Clínica, salientou, que também com este projeto «foi otimizada a articulação entre o Serviço de Urgência e a Unidade de AVC, diminuído o tempo «porta-agulha» e agilizando procedimentos clínicos.