#UAlgEstamosJuntos angariou mais de 34 mil euros para ajudar alunos

  • Print Icon

Iniciativa contou com contributos de diversos quadrantes.

O Subsídio Excecional de Emergência COVID-19, lançado pela Universidade do Algarve à comunidade académica, sob o mote #UAlgEstamosJuntos, para apoiar os estudantes mais carenciados, totalizou um apoio financeiro de 34115 euros.

Este subsídio contou com 11377 euros de receitas próprias dos Serviços de Ação Social, 5000 euros da Câmara Municipal de Faro e os restantes 17738 euros resultaram de donativos de professores, alunos, funcionários, antigos alunos, empresas e cidadãos anónimos.

Numa primeira fase, a Universidade convocou toda a comunidade académica para dar o seu contributo e, posteriormente, dada a natureza excecional desta iniciativa, todas as entidades públicas e privadas, ou cidadãos em geral, puderam associar-se à campanha, que se dirigiu a estudantes não bolseiros, nacionais e internacionais, em situação de maior vulnerabilidade social e carência económica.

A iniciativa contou com 439 candidaturas, das quais foram selecionadas 89 de estudantes oriundos de países como Brasil, Guiné-Bissau, Nigéria, Gana, Angola, Moçambique, Bulgária, Cabo Verde, Camarões, China, Cuba e Timor, além de Portugal.

Uma grande parte dos candidatos nacionais foi remetida para as bolsas de ação social atribuídas, pela Direção-Geral do Ensino Superior, cujo prazo de candidatura foi alargado, já que só os estudantes de nacionalidade portuguesa, de Estados membros da União Europeia ou com direito de residência permanente em Portugal, que ingressam através dos concursos nacionais de acesso, podem candidatar-se a estas bolsas.