UAlg e Loulé de luto pela morte de Maria Aliete Galhoz

  • Print Icon

Maria Aliete Galhoz recebeu, da Academia, o título de Doutora Honoris Causa.

O Reitor da Universidade do Algarve, Professor Doutor Paulo Águas, manifestou publicamente, «em nome de toda a comunidade académica, o mais profundo pesar pelo falecimento da Professora Maria Aliete Galhoz», endereçando à família e aos amigos «as mais sinceras e sentidas condolências».

A instituição solidariza-se com este momento de tristeza, decretando três dias de luto académico. Recorde-se que Maria Aliete Galhoz recebeu, a 4 de novembro de 1996, o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade do Algarve.

Maria Aliete Farinho das Dores Galhoz, nasceu em Boliqueime, em 1929. Foi poetisa, ensaísta e investigadora literária. Licenciada em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa, publicou inúmeras obras, entre as quais o «Romanceiro Popular Português».

Foi ainda condecorada com o grau honorífico de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (1999).

A Câmara Municipal de Loulé também deu conta, publicamente, do «mais profundo pesar pelo falecimento da Professora Doutora Maria Aliete das Dores Galhoz, ilustre cidadã louletana, natural de Boliqueime».

O município lembra «o seu contributo para a valorização do património oral do concelho de Loulé», tendo publicado, entre outras obras, a «Memória Tradicional de Vale Judeu» (1996), «Memória Tradicional de Vale Judeu II» (1998) e «Romanceiro do Algarve» (2005).

Colaborou igualmente na edição de «Povo, Povo, Eu te pertenço» de Filipa Faísca, em 2000, bem como num conjunto de volumes subordinados ao tema «Património Oral do Concelho de Loulé» em parceria com Idália Farinho Custódio e Isabel Cardigos.

Recebeu, da autarquia, a Medalha Municipal de Mérito – Grau Prata, em 1994.