Três detidos em Faro por posse de armas proibidas, roubo e extorsão

  • Print Icon

Indivíduos são suspeitos de roubo a um supermercado e a outros estabelecimentos em Montenegro.

O Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana, através do seu Núcleo de Investigação Criminal, deteve três homens por posse de armas proibidas, num processo por roubo e extorsão.

A operação culminou ontem, dia 11 de fevereiro, com os três homens, de idades compreendidas entre os 21 e os 64 anos, a serem «apanhados» no âmbito de uma investigação que decorria há cerca de seis meses.

Os militares apuraram que os suspeitos faziam parte de um grupo que efetuou um roubo a um supermercado na localidade de Montenegro bem como outros dois roubos e uma tentativa de furto a uma rent a car na mesma localidade.

Além destes crimes, ainda tentaram extorquir o proprietário de um bar, para que o mesmo contratasse os serviços de segurança privada que os suspeitos forneciam.

Na sequência das diligências policiais foi dado cumprimento a sete mandados de busca domiciliária e a cinco mandados de busca a veículos, dos quais resultou a apreensão de: 14 doses de cocaína; cinco armas de ar comprimido; três caçadeiras; uma pistola; dois cocktail molotov; um punhal; um sabre; uma soqueira; 94 munições de diversos calibres; nove caixas de anabolizantes; oito telemóveis e 6500 euros em numerário.

Os detidos permanecem são presentes hoje, dia 12 de fevereiro, ao Tribunal Judicial do Faro para aplicação das medidas de coação.

A operação contou com a colaboração do Comando Distrital da PSP de Faro e com o reforço do Destacamento de Intervenção e da Secção de Informações e Investigação Criminal da GNR de Faro.