«TOPO» incentiva a passar férias em cima do carro

  • Print Icon

Em época de desconfinamento e de orçamentos familiares mais reduzidos, fazer uma viagem pelo país com uma tenda montada no tejadilho do carro pode ser uma alternativa acessível. A ideia surge de uma empresa 100 por cento portuguesa que acaba de chegar ao Algarve.

Para quem já pensa nas férias tem agora disponível no Algarve, uma opção diferente para desfrutar algum tempo de qualidade fora de casa, sem descurar o distanciamento social que os tempos de hoje exigem.

A empresa portuguesa «TOPO» acaba de abrir uma filial em Faro, onde podem ser alugadas tendas que podem ser, com facilidade, instaladas, no tejadilho de qualquer automóvel. A inspiração remonta a Moçambique e à África do Sul, onde esta é já uma prática comum.

«Vivo entre Portugal e Moçambique, onde é muito usual as pessoas montarem tendas de tejadilho em cima dos carros. Os sul-africanos são os reis do outdoor, adoram a natureza e acampar, sempre com um respeito enorme pelo meio ambiente. É um conceito que acho interessante, sobretudo em países com encantos belíssimos de paisagens e vida selvagem, como Portugal», conta ao barlavento José Maria Ramos, um engenheiro que se juntou ao agente de seguros António Lobo para fundar, em conjunto, a «TOPO», em 2018, com um investimento inicial de 100 mil euros.

José Maria Ramos e António Lobo, fundadores da «TOPO».

«Nos últimos anos, é notório que cada vez mais as pessoas querem fazer uma vida ao ar livre e virada para o desporto. Além disso, Portugal tem sítios lindíssimos de norte a sul e devemos apelar para que se faça turismo cá dentro. Por isso, pensei que esta seria uma excelente alternativa ao campismo tradicional, de tenda no chão, que às vezes traz preguiça por uma série de fatores» considerados incómodos ou difíceis de colocar em prática.

De uma forma muito simples, «em termos de conforto, as tendas têm uma área muito significativa. A mais pequena mede 240 por 120 centímetros (cm). Têm colchão integrado de seis cm, vista panorâmica, segurança e podem-se usar em qualquer altura do ano. A ventilação é muito agradável em todas as áreas e há uma janela de teto para se adormecer a ver as estrelas, se assim se quiser. Além disso, qualquer pessoa consegue abri e fechá-las com facilidade. A juntar a isto, assim que a tenda esteja montada, o cliente pode conduzir até onde quiser. Não há limitações. Há quem a tenha levado para Espanha e até Marrocos», descreve.

Como se adaptam ao tejadilho de qualquer veículo, a questão do contacto com solos acidentados e desconfortáveis, ou um eventual contacto acidental com insetos rastejantes deixa de ser problema.

«São muito confortáveis e até agora, em Portugal, não existia essa oferta. A vantagem do aluguer é que as pessoas que têm curiosidade, podem experimentar, antes de decidirem comprar».

«Pensámos que seria interessante poder partilhá-las», simplifica. Qualquer interessado só tem que fazer a reserva e conduzir até uma das oficinas da empresa, já presente em Chaves, Faro, Lisboa e Porto. «Instalamos tudo e fazemos toda a parte complicada, Depois é só seguir para a aventura», descreve José Maria Ramos.

Não ao campismo selvagem

Em relação à possibilidade de se pernoitar numa tenda «TOPO», em qualquer local, Ramos esclarece que é preciso ter algumas precauções.

«A lei não é clara em relação a tendas de tejadilho. Não se enquadram no autocaravanismo, nem em tenda de pavimento. Equivale a dormir-se dentro do carro. Acima de tudo os nossos clientes têm de ser responsáveis. Em primeiro lugar, apelamos, acima de tudo, ao respeito pela natureza. Esse é nosso primeiro mote. Em segundo, a que se cumpra a lei e atenção que esta varia de município para município. Uma vez que a informação é tão vaga sobre este tema, preferimos mostrar aos clientes sítios e locais onde é legal e permitido pernoitar, como por exemplo parques de campismo.

Mas a verdade é que há todo um mundo por explorar e há páginas na Internet, semelhantes a alugueres de casas e a plataformas como o Airbnb, onde pessoas que têm terrenos, alugam-nos ou autorizam a que se pernoite lá. No mapa europeu, há milhares de hipóteses. Em Portugal também já há imensos sítios alternativos com confortos adicionais, segurança, piscina e alguns até têm atividades para quem os quiser visitar», esclarece.

Um desses exemplos é a página HomeCamper, que só no Algarve apresenta 11 locais distintos.

Com essa linha de pensamento e para facilitar o plano de viagem aos clientes, a «TOPO» lançou para a época alta deste ano, uma novidade. «Criámos uma área dentro do nosso sítio que se chama spots e programas. São ideias e sugestões de locais, onde se pode pernoitar com a tenda, que oferecem descontos e confortos adicionais.

E são uma alternativa aos parques de campismo tradicionais. Há sítios em destaque, com os quais fizemos parcerias e os clientes que os visitam com uma tenda TOPO têm descontos. Estamos a falar de sítios lindos de Portugal como o Parque Nacional da Peneda-Gerês, ou as Aldeias de Xisto. Já os programas são roteiros, roadtrips, de dois a oito dias com acompanhamento de guias e percursos definidos. São zonas históricas do nosso país com várias atividades. São programas fechados, com uma série de confortos adicionais. Esta é a nossa aposta para este ano», justifica o fundador.

Mais de 500 dormidas no verão de 2019

Só em julho e agosto do ano passado, e com apenas a oficina de Lisboa, a «TOPO» registou mais de 500 noites de ocupação destas tendas.

«Tivemos clientes dos 18 até aos 50 anos, sobretudo portugueses. E pessoas com cerca de 50 anos, que nunca tinham acampado, disseram-nos que iriam repetir a experiência porque desta forma é mais fácil. Além disso, tivemos famílias que levaram os filhos pequenos. O feedback tem sido muito positivo. As crianças adoram e até já tivemos um cliente que nos enviou uma fotografia do carro estacionado no jardim de sua casa, no meio de Lisboa, com uma tenda só para os filhos passarem a noite. Para os miúdos é uma aventura e para os adultos é uma solução prática e confortável», garante o sócio fundador.

«As tendas podem ser instaladas em qualquer carro, carrinha ou jeep, desde que o mesmo tenha barras transversais no tejadilho. Mas quem não as tiver, não será por isso que deixará de experimentar. Basta enviarem-nos um email com a marca e o modelo do carro, pois há algumas em stock que podemos disponibilizar sem custos adicionais», refere José Maria Ramos.
E qualquer automóvel serve.

«Até já tivemos um cliente com um Mini dos originais que serviu na perfeição».

A estas características junta-se a questão de ser uma marca 100 por cento portuguesa, com «todos os símbolos registados no país. Fabricamos as tendas em Portugal, temos é de encomendar alguns componentes de outras partes do mundo, porque ainda não os conseguimos fazer a um preço justo. Mas o juntar de tudo e o criar do conceito é nosso, assim como o design. É tudo feito em Portugal. O que fizemos foi conhecer as vantagens de cada um dos modelos que existem na África do Sul, na Austrália e nos Estados Unidos da América. Com as melhores características de cada, criámos as nossas ofertas adaptadas à realidade europeia», conclui.

Futuro é a internacionalização da «TOPO»

Para o futuro, a certeza é a internacionalização e a aposta em mercados internacionais. Essa era até a ideia para 2020, mas a pandemia da COVID-19 veio alterar os planos dos sócios da «TOPO». De qualquer maneira, «o mercado português tem enorme potencial e queremos continuar a inovar porque estas tendas têm espaço para crescer como alternativas promissoras. São muito mais económicas que os hotéis. A pessoa usa o carro próprio e pode levar a família. É uma experiência única e muito interessante para se fazer férias cá dentro, conhecer o país e evitar aglomerados sociais. Apelamos é, em primeiro lugar, ao respeito pela natureza e à escolha de locais legais para se pernoitar. Larguem as tecnologias e atrevam-se a entrar nesta aventura», apela José Maria Ramos.

De qualquer maneira, «o mercado português tem enorme potencial e queremos continuar a inovar porque estas tendas têm espaço para crescer como alternativas promissoras. São muito mais económicas que os hotéis. A pessoa usa o carro próprio e pode levar a família. É uma experiência única e muito interessante para se fazer férias cá dentro, conhecer o país e evitar aglomerados sociais. Apelamos é, em primeiro lugar, ao respeito pela natureza e à escolha de locais legais para se pernoitar. Larguem as tecnologias e atrevam-se a entrar nesta aventura», apela José Maria Ramos.

Quanto aos preços, estes variam consoante o modelo da tenda e o número de noites, sendo que a opção mais barata são três noites numa tenda de duas pessoas, que custa 24,50 por dia. No Algarve, o representante da marca encontra-se em Faro, na agência de aluguer de autocaravanas, a «Vintage Campers Van». Os interessados podem enviar email ([email protected]), mandar mensagem privada no Facebook (TOPO Tents) e Instagram (@topotents) ou contactar através de telefone (915679947).