SNS 24 registou aumento de quase 80 por cento nas chamadas este ano

  • Print Icon

Linha SNS 24 recebeu este ano, em média, mais de 7000 chamadas por dia, totalizando cerca de 1,9 milhões, um aumento de quase 80 por cento em comparação com o mesmo período de 2019, segundo dados avançados à Lusa.

Desde o início da pandemia de COVID-19, em março deste ano, que a autoridade de saúde nacional (Direção-Geral de Saúde) apelou à população para que, em caso de sintomas da doença, ligasse em primeiro lugar para este serviço.

«Entre os dias 1 de janeiro e 24 de setembro, o SNS 24 atendeu 1906644 chamadas. Em comparação com o período homólogo do ano anterior, já foram atendidas mais 840844 chamadas, o que traduz um crescimento de 79 por cento», adiantam os dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Em 2019, a Linha SNS 24 atendeu 1485808 chamadas, segundo o balanço da atividade do Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS 24).

Nos meses de março e abril foi registado o maior número de chamadas este ano, com 381270 e 234337, respetivamente.

Em setembro, mês que tem vindo a registar um aumento de casos de COVID-19, foram atendidas, até dia 24, 232980 mil chamadas, uma média de 9700 chamadas por dia, sendo que o tempo média de espera por atendimento ronda os 52 segundos.

Relativamente à Linha de Aconselhamento Psicológico (LAP), criada a 1 de abril, os dados indicam que recebeu, até 24 de setembro, 37.328 chamadas, 3.125 das quais de profissionais de saúde.

«As chamadas estão relacionadas com problemas associados a ansiedade, stress, angústia, medo, sintomatologia depressiva, gestão de emoções e adaptação em situações de crise e, por vezes, à toma de medicação em excesso e ideação suicida», salientam os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

Esta linha destina-se a profissionais de saúde, proteção civil, forças de segurança e população em geral, tendo em conta a prioridade atribuída à saúde mental neste período de pandemia.

A plataforma de atendimento por videochamada, disponibilizada no site do SNS 24 para cidadãos surdos, já realizou 785 atendimentos, entre os dias 21 de abril e 24 de setembro.

O atendimento é feito por um intérprete de Língua Gestual Portuguesa que faz a mediação com o enfermeiro do SNS24.

«Este serviço, disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, pode ainda ser utilizado para assegurar a comunicação entre os profissionais de saúde e o doente surdo no Serviço Nacional de Saúde (centros de saúde e hospitais)», sublinha a SMPS.

Adianta ainda que «a Linha SNS 24 está preparada e é monitorizada em permanência por uma equipa dedicada a 100 por cento para esse efeito».

Neste momento, conta com 1250 enfermeiros, que trabalham em turnos de quatro a oito horas, tendo ainda disponível uma bolsa de recurso, ativada sempre que necessário, de mais 326 profissionais de saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33 milhões casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 1953 pessoas dos 73604 casos de infeção confirmados, segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde.