Silves prepara novo projeto de compostagem doméstica e comunitária

  • Print Icon

Projeto já tem financiamento garantido.

O município de Silves obteve recentemente a aprovação de duas candidaturas comunitárias ao POSEUR (Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) para a implementação de compostagem doméstica, compostagem comunitária e recolha seletiva de biorresíduos. O investimento global ascende a 455961,80 euros, sendo a despesa elegível financiada a 85 por cento pelo Fundo de Coesão.

Trata-se de «um projeto inovador que visa preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética», dando cumprimento ao Plano Estratégico de Apoio ao Cumprimento das Metas Estabelecidas no PERSU 2020 do município de Silves, contemplando os seguintes investimentos:

– Na compostagem comunitária: distribuição de baldes para biorresíduos de sete litros para o setor doméstico, envolvendo 212 alojamentos e 321 habitantes nas freguesias de São Bartolomeu de Messines e São Marcos da Serra; distribuição de baldes de 10 litros para apoio a cafés, restaurantes, mercearias, pequenos supermercados e escolas;

– Na compostagem doméstica: aquisição de 200 compostores domésticos de 400 litros para uso dos munícipes;

– Recolha seletiva de biorresíduos nas freguesias de Silves e Armação de Pêra, devido à sua alta densidade populacional, com o público-alvo de 220 estabelecimentos comerciais, sendo que a operação se inicia pela aquisição e distribuição de contentores de 120 litros equipados com sistema de acesso por RFID (dispositivos eletrónicos que permitem a sua identificação e registo do baldeamento);

– Aquisição de software, hardware e de duas viaturas de recolha de resíduos;

– Campanhas de sensibilização sobre as regras a cumprir e a importância das medidas;

– Ação de monitorização contínua dos parâmetros da compostagem ao longo de 12 meses e um estudo de caraterização física de resíduos (antes e depois).

A Câmara Municipal de Silves relembra que «a correta gestão de resíduos é um dos desafios mais complexos das sociedades contemporâneas que exige níveis elevados de educação, consciência cívica e ambiental, sendo o município de Silves pioneiro nesta matéria na região do Algarve».