São Brás aprova Relatório que indica situação financeira «equilibrada»

  • Print Icon

Relatório de Prestação de Contas foi aprovado em Assembleia Municipal por maioria.

A Assembleia Municipal de São Brás de Alportel, reunida a 29 de junho, aprovou por maioria o Relatório de Prestação de Contas de 2019 da Câmara Municipal, «atestando exercício eficaz, rigoroso e responsável da execução orçamental do município» que permitiu a transição de um saldo de 831240,05 euros para 2020.

Entre os diversos indicadores «de uma situação económica e financeira equilibrada no município», destaca-se uma taxa de execução orçamental relativa à receita de 93,57 por cento, valor acima do referencial de 85 por cento previsto na Lei das Finanças Locais.

«Um exercício rigoroso de gestão do orçamento municipal que permitiu a realização da atividade regular municipal a par de diversos investimentos, de onde se destacaram o desenvolvimento de projetos na área da educação e das acessibilidades/mobilidade, bem como na requalificação do património e da manutenção da rede de equipamentos do município, em prol da qualidade de vida de todos os cidadãos», explica a Câmara Municipal.

Ao nível de pagamentos a fornecedores, a autarquia registou «um prazo médio de pagamentos na ordem dos 7 dias», valor que coloca São Brás «nos melhor níveis do ranking do setor autárquico até ao final de 2019». Importa ainda referir que, a 31 de dezembro, «não se registaram quaisquer dívidas em atraso».

A prestação de contas é um instrumento financeiro supervisionado por entidades externas, que apresenta uma visão panorâmica sobre as ações económicas e financeiras realizadas em 2019.

O documento atesta ainda a aposta diversificada em várias áreas de atuação do poder local, com o objetivo de maximizar os recursos disponíveis nacionais e comunitários para investir na qualidade de vida dos são-brasenses e na prosperidade sustentável do concelho.

O Relatório de Prestação de Contas de 2019 foi supervisionado pelo auditor externo DQF & Associador, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, que emitiu a certificação legal «sem reservas e sem ênfases».

A Certificação Legal de contas apresenta em síntese uma perspetiva clara das ações económicas e financeiras, «espelhando a eficiência na utilização dos meios afetos à execução das atividades desenvolvidas e a eficácia das mesmas».

O montante de 831240,05 euros que transitaram para o orçamento municipal de 2020 «consolida a estabilidade financeira que é um dos pilares fundamentais da gestão autárquica liderada pelo presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, e que permite uma maior capacidade de intervenção num ano que, em virtude da pandemia provocada pela COVID-19, se apresenta particularmente exigente ao nível das respostas sociais e de apoio à economia local», considera a autarquia.