Rota do Petisco adiada para setembro quer «restabelecer economia local»

  • Print Icon

Evento tornou-se uma tradição na restauração algarvia.

A Associação Teia D’Impulsos informou que, face às indicações e apelos dados pelas instituições competentes, a 10ª edição da Rota do Petisco será adiada, regressando ao Algarve de 11 de setembro a 11 de outubro.

«Compreendemos a situação difícil pela qual a restauração está a passar neste momento e as dificuldades que ainda se avizinham. A Rota do Petisco surgiu em 2011 com o propósito de dinamizar a restauração numa época de crise, trazer uma nova dinâmica social e ter um impacto positivo na economia local», explica a entidade organizadora, acrescentando que «hoje, mais do que nunca, o nosso objectivo mantém-se».

Assim, a Rota do Petisco «voltará a ter um papel essencial num panorâma que se prevê complicado, face ao impacto da COVID-19 e medidas de contenção implementadas pelo governo, que embora necessárias põem em causa a viabilidade económica de muitos dos restaurantes e cafés com que trabalhamos».

«Estamos comprometidos em fazer a nossa parte e tentar, ao máximo, restabelecer a economia local», conclui a Teia D’Impulsos.