Portimonense «não teve» defesa para travar Sporting e perdeu por 1-3

  • Print Icon

Algarvios ainda responderam bem ao início avassalador dos leões, hoje, no Portimão Estádio, mas os verde e brancos, sob a batuta de Vietto, souberam explorar as fragilidades defensivas dos alvinegros.

Alguns espetadores procuravam do seu lugar quando surgiu o primeiro golo da partida, para o Sporting – logo aos três minutos, Raphinha fez o que quis no flanco direito do ataque lisboeta, tirou um adversário do caminho, puxou para dentro e disparou um grande remate em arco, que só parou no fundo das redes algarvias. Foi o primeiro golo sofrido pelo Portimonense em casa nesta época, em jogos oficiais.

E não foi preciso esperar muito pelo segundo. Os leões tiveram uma entrada demolidora e aos cinco minutos Vietto meteu um passe a isolar Bruno Fernandes, com o médio português a não ser egoísta e a assistir o também isolado Luiz Phellype, que só teve de encostar para a baliza aberta.

Portimonense vs Sporting

Os homens da casa não se deixaram intimidar e responderam aos nove minutos, na sequência de uma grande penalidade – Mathieu cometeu falta dentro da área sobre Iury Castilho, e na conversão do castigo máximo Romulo atirou a contar, reduzindo a desvantagem portimonense!

Aos 11 minutos, o VAR atuou duplamente em Portimão – primeiro, o árbitro marcou falta a favor do Sporting, convertendo em grande penalidade após consulta ao vídeo-árbitro. No entanto, após nova consulta ao VAR, Carlos Xistra voltou atrás e assinalou uma falta de Thierry sobre Aylton Boa Morte no início da jogada.

Raphinha

O Portimonense tentou o empate ao minuto 25 por intermédio de Bruno Tabata, com um remate da meia distância que Renan defendeu com pouca dificuldade. Os alvinegros voltaram a criar muito perigo aos 33 minutos, quando Anzai cruzou para Iury Castilho que, de forma acrobática, fez a bola passar muito perto da baliza leonina.

O Sporting assustou (e de que maneira) os algarvios aos 38 minutos – uma grande abertura de Vietto isolou Bruno Fernandes, que fez uma chapéu a Ricardo Ferreira. No entanto, a defensiva do Portimonense conseguiu evitar o golo.

Numa partida de parada e resposta, e logo de seguida, à passagem do minuto 39, Henrique cruzou na esquerda do ataque algarvio e Iury Castilho cabeceou e ficou muito, muito perto do golo que daria o empate.

Mathieu Sporting CP

Na entrada para a segunda metade, António Folha lançou em campo Lucas Fernandes, médio brasileiro que regressou ao Portimonense depois de ser uma das pedras basilares da equipa algarvia na última época.

Ao contrário da primeira metade, foi necessário esperar até aos 60 minutos para assistir a um lance de grande perigo – Anzai trabalhou pela esquerda do ataque dos homens da casa, cruzando para ninguém aparecer a emendar o esférico para as redes.

A tarde foi de regressos ao Portimão Estádio e, aos 63 minutos, foi a vez de Jackson Martinez entrar em campo, para enorme aplauso dos mais de 5 mil espetadores presentes no reduto algarvio.

Idrissa Doumbia

Mas as alterações de Folha não surtiram efeito, e foi mesmo o Sporting a ampliar a vantagem, quando o cronómetro passava pelo minuto 65.

Vietto, na esquerda, teve tempo para tudo e colocou em Bruno Fernandes que, com todo o espaço para decidir, cruzou para Raphinha aparecer a bisar à boca da baliza, num lance onde a defensiva algarvia foi muito permissiva.

O Portimonense mostrou-se sem ideias na segunda metade, trocando bastante a bola no centro do terreno mas pecando muito na clarividência.

Num rasgo individual, Jackson ainda ameaçou as redes defendidas por Renan, mas a bola saiu ao lado.

Aos 88 minutos, Vietto (quem haveria de ser!?) passou no meio de dois adversários, ainda na sua zona defensiva, e fez uma enorme abertura para Raphinha, que na cara de Ricardo Ferreira permitiu a defesa do guardião dos anfitriões.

O resultado de 1-3 acaba por penalizar os erros defensivos do Portimonense, que foram muito bem explorados por um Sporting que teve em Vietto e Raphinha dois quebra-cabeças para o adversário.

Na próxima jornada, a quarta da Liga NOS, a equipa de Portimão vai até Moreira de Cónegos defrontar o Moreirense, numa partida marcada para as 19 horas de sexta-feira, dia 30 de agosto.

Portimonense vs Sporting CP

Portimão Estádio, Portimão

Portimonense – Ricardo Ferreira, Anzai, Jadson, Willyan, Henrique (Lucas Fernandes, 46 min), Pedro Sá, Romulo, Cevallos (Dener, 68 min), Bruno Tabata, Aylton Boa Morte, Iury Castilho (Jackson, 63 min).

Treinador: António Folha

Suplentes não utilizados: Gonda, Hackman, Marlos Moreno, Rodrigo.

Sporting CP – Renan, Thierry Rodrigues, Coates, Mathieu, Acuña (Borja, 88 min), Doumbia, Wendel (Eduardo, 79 min), Bruno Fernandes, Raphinha, Vietto, Luiz Phellype.

Treinador: Marcel Keizer

Suplentes não utilizados: Luís Maximiano, Rafael Camacho, Neto, Gonzalo Plata, Diaby.

Árbitro: Carlos Xistra (VAR: Vasco Santos / Nelson Cunha)

Golos: Raphinha (2 min, 65 min), Luiz Phellype (5 min), Romulo (9 min).
Amarelos: Aylton Boa Morte (55 min)