Portimão volta a mostrar à comunidade qual o «Prato Certo»

  • Print Icon

Projeto regressa depois de um interregno causado pela COVID-19.

Portimão é um dos 16 municípios investidores no projeto de inovação social «Prato Certo», retomado na manhã de hoje, quarta-feira, 29 de julho, depois de adiado devido à pandemia COVID-19.

O projeto regressou através de uma primeira atividade realizada na Casa Manuel Teixeira Gomes, que dará o mote a um novo formato de sessões, com recurso às novas tecnologias.

Durante a ação, no âmbito do «Prato Certo sobre rodas – beneficiários cabazes», foi entregue um conjunto de materiais, com dicas de rentabilização dos produtos constituintes do cabaz, exemplos de refeições possíveis de confecionar com esses produtos, conselhos de congelamento, armazenamento e confeção, entre outros.

Apresentado publicamente no início de março, em Portimão, o projeto «Prato Certo» visa colocar a alimentação saudável, económica e apetitosa no centro da vida da comunidade, dotando-a de ideias e instrumentos que ajudem os indivíduos, famílias, cuidadores e técnicos a optarem por escolhas certas à mesa. É promovido pela Associação In Loco e cofinanciado pelo programa CRESC Algarve – Portugal Inovação Social, tendo como um dos principais investidores sociais o município de Portimão.

É objetivo dos responsáveis, até 2021, levar o «Prato Certo Sobre Rodas» junto das escolas, de cuidadores, dos «avós» e da comunidade em geral.

Estavam inicialmente previstas para Portimão 36 sessões, dirigidas a públicos prioritários e à comunidade local, com o apoio da UMEA – Unidade Móvel de Educação Alimentar, uma espécie de «cozinha sobre rodas» onde uma equipa composta por nutricionistas, chefs e educadores sensibilizarão para a necessidade crescente de uma alimentação saudável.  

No entanto, devido ao novo coronavírus, e na impossibilidade de haver sessões de educação alimentar presenciais, foram necessários alguns ajustes na programação, pelo que a autarquia portimonense lançou um desafio, em colaboração com a equipa do «Prato Certo», no sentido de manter os agendamentos das sessões marcadas para setembro, recorrendo às novas tecnologias. 

No seguimento desta primeira ação, realizada na manhã desta quarta-feira, serão disponibilizadas mensalmente duas novas receitas, aplicáveis a todos os beneficiários do cabaz alimentar, distribuído pela vasta rede de associações e instituições que asseguram, ao longo de todo ano, esta importante resposta do município, e que é complementada com um conjunto de outras iniciativas sociais, refletindo a dinâmica da rede social de Portimão. 

Para a implementação deste projeto no terreno, a Câmara conta com o apoio de várias instituições de apoio social e escolas, bem como alguns serviços da autarquia, como são os casos dos Centros de Convívio Sénior, Centros Comunitários do Município, Quinta Pedagógica de Portimão e Mercado Municipal de Portimão.