PJ apreende 3500 quilos de haxixe frente ao Cabo de São Vicente

  • Print Icon

A Polícia Judiciária (PJ), através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes e no âmbito de uma investigação iniciada em 2019, desencadeou nos últimos dias a operação policial denominada «Catavento», visando o desmantelamento de uma estrutura criminosa de tráfico de estupefacientes.

Esta organização é suspeita de introduzir em território nacional, por via marítima, grandes quantidades de haxixe proveniente do Norte de África, para posteriormente ser transportado, por via terrestre, para vários países europeus.

No decurso desta operação, que contou com o relevante apoio da Marinha e da Força Aérea, foi possível localizar e depois intercetar, em pleno Oceano Atlântico, em frente ao Cabo de São Vicente, uma embarcação de pesca que a organização criminosa em causa estava a utilizar no transporte de aproximadamente 3500 quilogramas de haxixe, que foram apreendidos juntamente com a embarcação.

Além das apreensões, procedeu-se ainda à detenção de um total de sete homens, seis portugueses e um estrangeiro com idades compreendidas entre os 29 e os 52 anos de idade, todos eles presumíveis integrantes da referida organização criminosa.

Cinco dos detidos foram já apresentados a primeiro interrogatório judicial de arguido detido perante a autoridade judiciária competente, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

A investigação, que também contou com o apoio do Cuerpo Nacional de Policía de Espanha e do Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (MAOC-N), com sede em Lisboa, irá prosseguir tendo em vista a recolha de mais elementos probatórios.