Indivíduos detidos em Quarteira por suspeitas de incentivo à prostituição

  • Print Icon

Núcleo de Investigação Criminal de Loulé, do Comando Territorial de Faro, deteve três pessoas com idades compreendidas ente os 55 e os 57 anos, por práticas ligadas ao lenocínio, tráfico de estupefacientes e evasão fiscal, no dia de ontem, domingo, 18 de agosto, em Quarteira e Vilamoura.

No âmbito de uma investigação que decorria há seis meses, os militares apuraram que num estabelecimento de diversão noturna, registado como hospedaria e bar, decorriam outras atividades ilícitas: lenocínio (incentivo à prostituição); evasão fiscal, por não registarem todos os serviços prestados e tráfico de estupefacientes.

Foi dado cumprimento a um mandado de busca em estabelecimento e a três mandados de busca domiciliária que culminaram na apreensão de diverso material, destacando-se: duas armas de fogo; 285 munições de diversos calibres; três aerossóis de gás pimenta; 33 doses de haxixe; 28 doses de cocaína; quatro computadores; cinco telemóveis; um tablet, quase cinco mil euros em numerário, 180 libras em numerário, 260 preservativos e diverso material relacionado com práticas sexuais.

Foram identificadas 38 pessoas, entre clientes e funcionários do estabelecimento.

Três delas por permanência ilegal em território nacional.

Os detidos foram presentes no Departamento de Investigação e Ação Penal de Loulé durante o dia de hoje, 19 de agosto.

A operação contou com a colaboração do Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção, do Destacamento de Intervenção de Faro, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e da Autoridade Tributária.