Loulé recebe embaixador da Argentina para reforçar «amizade profunda»

  • Print Icon

Oscar Moscariello foi recebido pelo presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo.

O encontro aconteceu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde foi reforçada a ligação de amizade existente entre o concelho algarvio, o país sul americano e a comunidade portuguesa residente no seu território, e onde Oscar Moscariello, embaixador da Argentina em Portugal, sublinhou «a importante ligação histórica entre os dois países».

«Temos uma relação de amizade profunda, que faz parte da história de ambos os povos. Portugal foi o primeiro país que reconheceu a independência das províncias unidas do Rio de La Plata, em 1821. Por outro lado, a Argentina foi o primeiro país a reconhecer a República Portuguesa», referiu o embaixador.

Este representante argentino salientou o movimento migratório europeu para a Argentina, em particular os muitos portugueses que encontraram neste país uma vida melhor, com uma comunidade que se estima ter 150 mil pessoas.

Em relação à sua experiência diplomática em Portugal, diz ter encontrado aqui «um país maravilhoso, de beleza singular, com uma história riquíssima, património que mostra a presença de velhas civilizações e, ao mesmo tempo, um povo amável, sempre com um sorriso nos lábios e de braços abertos para receber quem vem de fora».

Já Vítor Aleixo confessou ser um «momento de grande satisfação» até porque são fortes os laços que ligam o concelho de Loulé à Argentina.

«No princípio do século XX, nos anos 30, muitos louletanos emigraram para a Argentina e continuam lá, filhos e netos de portugueses, argentinos, mas que nunca esqueceram Portugal», sublinhou o autarca que ainda recentemente se deslocou a Comodoro Rivadavia, na região da Patagónia, a convite da comunidade algarvia local.

Durante a visita, o embaixador argentino cumpriu uma promessa feita ao autarca aquando da sua última visita ao município e entregou à Câmara de Loulé um busto em pedra de José de San Martín, libertador da Argentina, que futuramente será colocado numa praça do concelho.

A par da colocação deste busto em Loulé, outras ações estão em agenda para reforçar estes laços. Já no próximo verão, está prevista, no Festival Internacional de Folclore, a participação de um grupo de dança constituído por descendentes de emigrantes.

Este grupo, denominado de Rancho Barlavento, já tinha realizado uma digressão pelo Algarve em 2016, tendo passado por diversos pontos do concelho de Loulé.