Loulé propõe «Biblioterapia» para combater problemas através da leitura

  • Print Icon

Sandra Barão Nobre será a formadora da oficina «Biblioterapia: Ler para viver melhor», que decorre no próximo dia 23 de fevereiro, das 14h00 às 18h00, na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé.

Pretende-se, com esta oficina, «apresentar o conceito de Biblioterapia, explorar a evolução da sua aplicação prática até aos dias de hoje, dar exemplos de situações já implementadas em Portugal e noutros países e explorar ideias (brainstorming) para a utilização de Biblioterapia, estimulando e ajudando os participantes a elaborar um rascunho de um projeto biblioterapêutico», explica a organização desta atividade.

«A Biblioterapia permite que nos sintamos bem através da leitura. Ler romances, biografias, poemas, livros de autoajuda ou de desenvolvimento pessoal, entre outros, proporciona auxílio em momentos difíceis, ajuda a lidar com sentimentos complexos, facilita a tomada de decisões e potencia a mudança de comportamentos para melhor».

Sandra Barão Nobre nasceu em França, em 1972. Em 1980 veio para Portugal com a família. Viveu em Portimão, até iniciar os estudos superiores em Lisboa, onde se licenciou em Relações Internacionais pela Universidade Técnica de Lisboa.

Ingressou no mercado de trabalho há vinte anos quando iniciou um estágio na TVI. Depois disso foi formadora no Serviço de Apoio a Clientes da Telecel S.A., trabalhou na Câmara Uruguaio­pPortuguesa de Comércio (em Montevideo, no âmbito do Programa Contacto II), exerceu funções no Departamento de Marketing da Fundação de Serralves e foi, entre 2003 e 2015, gestora de conteúdos na maior livraria virtual portuguesa — a WOOK (do Grupo Porto Editora).

É autora do Acordo Fotográfico, um site lançado em 2011 sobre pessoas, livros e fotografias, que homenageia o ato de ler. Em 2014 fez uma volta ao mundo «de mochila às costas». Revela que «aprender continuamente é o seu maior estímulo».

Esta iniciativa destina-se ao público adulto (maiores de 18 anos). As vagas são limitadas e é necessária inscrição prévia. É entregue um diploma de participação.