Leonardo da Vinci inspira primeiro Festival de Estátuas Vivas de Albufeira

  • Print Icon

Desfile evocativo, espetáculo de multimédia, teatro de imagem e videomapping no centro da cidade celebram os 500 anos da morte de Leonardo da Vinci. Segue-se a primeira edição do Festival de Estátuas Vivas de Albufeira no centro da cidade.

O município de Albufeira decidiu associar-se às Comemorações dos 500 anos da Morte de Leonardo da Vinci com um espetáculo evocativo, que vai decorrer, na quinta-feira, dia 26 de setembro.

O objetivo é dar a conhecer, sob a forma de uma intervenção cultural com forte pendor pedagógico, aquele que foi o maior Mestre do Renascimento Europeu.

A iniciativa, foi anunciada na recepção do novo ano letivo, na sexta-feira, 13 de setembro e insere-se no âmbito de um programa mais vasto, dedicado à Ciência e ao Conhecimento, que pretende aproximar os maiores mestres da ciência de todos os tempos da comunidade em geral e da população escolar.

Assim, de 27 a 29 de setembro, o programa prossegue com a estreia do I Festival de Estátuas Vivas de Albufeira, que vai levar ao centro da cidade, alguns dos maiores feitos e os protagonistas que contribuíram para o avanço da nossa atual civilização.

A iniciativa de dia 26 visa dar a conhecer, a residentes e turistas, bem como à comunidade escolar do concelho, uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, um génio que se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico, sendo ainda conhecido como o percursor da aviação e da balística.

José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal de Albufeira refere que «o Município enquanto cidade educadora tem ao longo dos anos procurado promover junto da comunidade em geral e da população escolar em particular, inúmeras iniciativas que por um lado despertem os alunos para a multiculturalidade e por outro para a interculturalidade promotora de uma cidadania consciente e capaz de aceitar e respeitar a diferença».

O autarca sublinha que dada a importância daquele que é considerado por todos um dos maiores génios da Humanidade, o município de Albufeira não poderia deixar de se associar a estas comemorações, que têm o seu ponto alto em Itália e na França, organizando à escala do nosso território «um programa que pretende transmitir uma visão contemporânea da obra de Leonardo da Vinci, com várias iniciativas ao longo do ano capazes de atrair a atenção, suscitar o interesse e potenciar o conhecimento sobre a sua obra».

Refere ainda José Carlos Rolo que além de se tratar de um evento cultural, o programa tem uma «forte vertente pedagógica e artística, levando o legado do mestre para a rua, de forma bastante acessível a todos».

O programa do dia 26 tem início às 11h00, com um Desfile desde o edifício dos Paços do Concelho até ao Largo Eng.º Duarte Pacheco.

Os atores vão desfilar caracterizados de forma a retratar, o mais realisticamente possível, alguns dos quadros mais conhecidos e famosos do autor, entre os quais «Dama com Arminho», «Salvador do Mundo», «Mona Lisa», «A Última Ceia», «O Homem Vitruvio», entre outras obras.