Lagos apoia agentes culturais do concelho com 245 mil euros

  • Print Icon

A Câmara Municipal de Lagos aprovou, por unanimidade, em reunião pública de 15 de maio, os subsídios a atribuir nmo presente ano a 28 agentes culturais locais, no valor global de 245.768,00 euros, montante que supera em 88 mil euros o disponibilizado no último ano.

A concessão destes apoios visa a prossecução de objetivos como estimular a produção cultural de qualidade, salvaguardar os traços essenciais da cultura e património locais, apoiar a criação artística e contribuir para a valorização cultural do município e a dinamização dos equipamentos culturais.

O município lacobrigense considera que «as associações culturais e recreativas prestam um serviço inestimável à comunidade, salvaguardando tradições e promovendo a contemporaneidade. Correspondem a componentes da herança cultural e da afirmação criativa do concelho, promovendo junto das populações o gosto pela cultura e pela preservação desse testemunho, que é património de todos».

No município de Lagos, as Associações Culturais e Recreativas constituem-se, «em paralelo com a ação municipal, como parceiros fundamentais para o desenvolvimento e valorização da cultura local, realçando-se o trabalho promovido pelos vários agentes culturais na promoção e difusão da cultura nas áreas da música, da dança, do teatro e das artes plásticas».

Neste sentido, tendo por base os critérios definidos nas Linhas Orientadoras de Apoio ao Associativismo Cultural, face à atividade desenvolvida pelos diferentes agentes culturais locais, ao envolvimento dos mesmos na vida cultural do concelho, e para além de apoios logísticos e de transporte, foi aprovada a seguinte lista de apoios: Clube Desportivo de Odiáxere, 1000 euros; Associação do Grupo Coral de Lagos, 32 mil euros; Clube Artístico Lacobrigense 20 mil euros; Teatro Experimental de Lagos, 18605 euros; Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1º de Maio, 15510 euros; Associação de Dança de Lagos, 15750 euros; (A) Garra – Associação Jovem de Lagos, 15 mil euros; Laboratório de Atividades Criativas (LAC), 12.203,40 euros; Centro de Estudos de Lagos, 3750 euros; CasaBranca, 8500 euros; CCDTCML, 3 mil euros; Orquestra Ligeira de Lagos, 12 mil euros; ABC – Os Espichenses, 1500 euros; Rancho Folclórico de Odiáxere, 6 mil euros; Clube Recreativo e Cultural Luzense, 4850 euros; Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento Escuteiros 173, 3600 euros; Associação de Artesãos do Barlavento, 1500 euros; Associação Centro Cultural de Barão de S. João, 1500 euros; Grupo de Amigos do Chinicato, 1500 euros; Associação Filatélica e Numismática Gil Eanes, 1500 euros; Grupo Popular das Portelas, 600 euros.

Na mesma reunião foi ainda aprovada a atribuição de crédito de quilómetros, para deslocações em viaturas municipais, às várias associações culturais, assim como a criação de uma bolsa comum de 3.000 quilómetros. a que as coletividades podem recorrer caso esgotem os quilómetros concedidos.