Lagos tem novas viaturas de recolha de resíduos mais sustentáveis

  • Print Icon

Investimento supera os 569 mil euros.

A Câmara Municipal de Lagos adquiriu duas novas viaturas de recolha de resíduos sólidos urbanos (RSU) que foram esta semana apresentadas. A novidade, mais do que a renovação da frota, reside nas opções desta aquisição, «que obedeceu sobretudo a critérios de eficiência e sustentabilidade».

«O sistema de compactação por rotação destas viaturas permite recolher um maior volume de resíduos, o que se traduz em menos idas à Estação de Transferência da ALGAR e, consequentemente, na possibilidade de reformulação e realização mais rápida dos circuitos de recolha, com poupança de combustível e menor impacto ambiental», explica a autarquia numa nota enviada às redações.

Ao nível da operacionalidade, estas viaturas caracterizam-se «por terem uma cabine rebaixada e caixa automática, o que se traduz em ganhos importantes de qualidade e condições de trabalho para os motoristas que efetuam este serviço, uma vez que, por circuito, estes profissionais realizam em média 70 paragens (descidas e subidas da cabine) para manobrarem a grua, o que obriga à constante utilização da embraiagem, movimento que deixa de ser necessário com a utilização de caixa automática».

As duas viaturas de 26 toneladas, que irão agora entrar ao serviço, após a formação ministrada aos trabalhadores visando a sua correta utilização, estão equipadas com grua (para permitir a recolha de RSU dos contentores subterrâneos) e têm uma capacidade de 20 metros cúbicos, representando um investimento de 569415,48 euros (valor acrescido de IVA).

Na mesma ocasião, foi igualmente apresentada uma nova viatura pesada de mercadorias, equipada com grua e barquinha, adquirida para o Serviço de Espaços Verdes, visando facilitar a poda de árvores e, simultaneamente, a recolha destes resíduos verdes, mas que poderá ser igualmente utilizada em outros trabalhos em altura. Esta viatura de 16 toneladas custou à autarquia lacobrigense 198200,00 euros (aos quais acresce IVA).