Lagos inaugura exposição que retrata um «Século dos Mares»

  • Print Icon

Mostra estará patente no Forte Ponta da Bandeira, em Lagos, entre os dias 31 de agosto e 28 de dezembro, pretendendo explorar a união entre o ser humano e os mares nas várias representações do mundo marinho.

Esta é uma ligação milenar que trespassa a intemporalidade de um forte militar como é o Forte Ponta da Bandeira, em Lagos, estabelecido como bastião da defesa dos oceanos.

As esculturas em grés cerâmico «pretendem fazer sobressair a infindável originalidade e a surpreendente beleza destes seres marinhos», muitos deles à beira de uma extinção massiva, tendo ao mesmo tempo o objetivo de alertar as atuais gerações para a inevitável reflexão sobre a ameaça da poluição sobre o ambiente.

O casal de artistas ceramistas, Tara e Sylvain Bongard, conheceu-se em 2008, altura em que embarcaram na aventura da criação em peças em barro de grés com aplicações de cobalto, cobre, cinza e terra para obter diferentes texturas e cores.

Com estúdio em Ferragudo, os temas usados nas suas obras estão habitualmente ligados à fauna e flora marinhas do Algarve, «sempre preocupados com a poluição e o descuido humano para com a natureza». Os seus trabalhos e criatividade são influenciados por artistas como Rafael Bordalo Pinheiro e Jorge Barradas.

A Exposição «Século dos Mares» estará patente de terça-feira a domingo entre as 9h30 e as 12h30 no período da manhã, enquanto pela tarde é visitável das 14 às 17 horas. O preço da entrada no Forte é de 3 euros, havendo um desconto de 50 por cento para maiores de 65 anos e portadores de cartão jovem.