Jamila Madeira: «caminho que temos pela frente é muito duro»

  • Print Icon

Secretária de Estado adjunta e da Saúde Jamila Madeira fez parte da comitiva do governo que visitou hoje a Universidade do Algarve.

Com a vantagem de estar em casa, Jamila Madeira agradeceu «sobretudo a solidariedade que tem sido manifestada por todos, empresas, pessoas a nível individual, voluntários, alguns deles em situações mais vulneráveis, que mesmo assim se voluntariam para ajudar e para procurar o caminho de ajuda para sairmos todos bem e ficarmos todos bem no fim deste processo de pandemia da COVID-19».

As palavras foram proferidas após a assinatura do protocolo entre o Algarve Biomedical Center (ABC) e o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, para operacionalizar o projeto «COVID +70» que vai apoiar as estruturas residenciais para idosos da região.

Jamila Madeira reconheceu a «disponibilidade do ABC, desde a primeira hora, com todos os seus voluntários, com todas as suas energias» que permitiram montar um Call Center inovador de apoio à linha SNS24 e um centro de colheita de amostras em sistema drive-thru, no Parque das Cidades, entre Faro e Loulé.

«Agora, surge esta iniciativa para pessoas mais vulneráveis que são os nossos idosos. Enquanto algarvia, também sublinho o orgulho desta solidariedade vir daqui, de vós e desta comunidade», sublinhou.

«Aquilo que vos quero dizer é que o caminho que temos pela frente é um caminho muito difícil, muito duro, muito duro em termos de saúde, muito duro em termos económicos, requer esforços muito significativos da parte de todos, mas estamos conscientes e basta olhar para todos os cantos do globo que estamos no bom caminho», considerou Jamila Madeira.

«Estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para não falhar a nenhuma antecipação de problema, que se espera que esteja à nossa frente, para que consigamos diminuir ou minimizar, tanto quanto possível, aquela que seja sempre uma realidade má que temos pela frente. Portanto queria, uma vez mais, e é esse o meu papel aqui hoje, agradecer, agradecer, agradecer».